Porto Velho (RO) sábado, 5 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

Chefe de facção que ordenou morte de PMs é transferido para Porto Velho


Chefe de facção que ordenou morte de PMs é transferido para Porto Velho - Gente de Opinião

Acusado de ser o mandante de seis mortes de policiais militares neste ano, o detento Francisco Antonio Cesário da Silva, conhecido como Piauí, foi retirado por volta das 14h desta quarta-feira (8) da penitenciária 1 de Avaré (a 267 km de São Paulo).

Uma equipe de policiais da Rota (a tropa de elite da PM) o levou para um aeroporto de onde será encaminhado para a penitenciária federal de Porto Velho (RO).

Silva é considerado o chefe da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) na favela Paraisópolis. As informações foram dadas à reportagem por policiais e por funcionários do sistema prisional.

A transferência de Silva para Porto Velho foi acordada na última terça-feira (6) pelos governos estadual e federal como uma das medidas adotadas para tentar reduzir a criminalidade em São Paulo.

TRANSFERÊNCIAS

Ontem, o governo de São Paulo transferiu dois integrantes doPCC para um presídio de segurança máxima.

A remoção ocorreu após investigação da Polícia Federal descobrir que eles comandavam ações criminosas de dentro da prisão onde estavam.

Entre os presos está um dos principais bandidos da facção, Abel Pacheco de Andrade, o Vida Loka. O outro é Alexandre Campos dos Santos, o Jiló, acusado de ser um dos tesoureiros do PCC.

Santos era companheiro de cela de outro cabeça do PCC, Roberto Soriano, o Betinho Tiriça, que só não foi transferido porque já está no presídio de segurança máxima de Presidente Bernardes.


Fonte: Folha de São Paulo

 

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O