Porto Velho (RO) quinta-feira, 26 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Polícia

Campanhas no trânsito reduzem nª de mortes em 22%


O mês de agosto registrou pela primeira vez em 2011 uma redução no número de acidentes de trânsito na área urbana de Porto Velho, em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com um levantamento divulgado nesta semana pela Polícia Militar, em parceria com a secretaria municipal de Trânsito e Transporte, o número Campanhas no trânsito reduzem nª de mortes em 22% - Gente de Opiniãode acidentes na Capital aumentou em 12% do ano passado até agora, no comparativo entre os períodos de janeiro a agosto. No entanto, a quantidade de vítimas fatais tem diminuído consideravelmente. Em 2010, foram 77 mortes, contra 60 registradas em 2011, numa redução de 22,1%.

A redução de acidentes registrada em agosto pode ser interpretada como um resultado positivo das diversas ações que vem sendo desencadeadas em Porto Velho para se humanizar o comportamento dos motoristas, como a campanha “Trânsito Vivo – A Vida pede Atenção”, que promoveu diversas blitzes educativas desde junho deste ano, como explicou a médica-veterinária Régia Martins, que gerencia o Programa de Doenças e Agravos Não-transmissíveis na Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Segundo ela, as ações da campanha da prefeitura, em parceria com o Governo do Estado e também com diversas entidades como Agevisa, Sebrae e até mesmo algumas igrejas, são planejadas para se diminuir os índices de acidentes. “Mas não se consegue reverter isso rapidamente, é um trabalho que leva tempo, para se mudar o comportamento das pessoas”, explicou.

Até agosto, todos os meses desde janeiro haviam registrado aumento no número de acidentes na Capital, no comparativo 2010/2011. A quantidade de mortes também registrou um crescimento nos primeiros meses do ano, mas, com a queda desse índice a partir de maio, a expectativa é a de que 2011 encerre com números mais baixos que 2010. “As causas são as mais variadas, desde imprudência, até problemas mecânicos ou falta de habilitação”, explicou Régia.

Desde junho, o Comitê de Segurança Viária vem trabalhando na elaboração do plano decenal de morbimortalidade de acidentes de trânsito, reunindo diversas secretarias municipais, Ongs e demais órgãos públicos. O Plano é inspirado no Comitê Nacional de Mobilização pela Saúde, Segurança e Paz no Trânsito, que busca gerenciar medidas que contribuam na redução das taxas de mortalidade e lesões por acidentes de trânsito no país, através da implementação de ações de fiscalização, educação, saúde, infraestrutura e segurança veicular, a curto, médio e longo prazo.

A criação do Plano decenal atende às normas definidas na Declaração de Moscou, reunião internacional que determinou a década até 2020 como o decênio de Ações para a Segurança Viária. Segundo relatório da Organização Mundial de Saúde, 1,2 milhão de pessoas morrem a cada ano no mundo em decorrência de acidentes de trânsito. Vítimas que sobrevivem a acidentes ocupam 50% dos leitos nos centros cirúrgicos. Em Porto Velho, ciclistas e motociclistas tem sido as principais vítimas, como revelou Régia.

Fonte: Róbinson Gambôa


 

Mais Sobre Polícia

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

5º Batalhão da PM realiza formatura alusiva aos 27 anos, nesta sexta (23)

O 5º Batalhão de Polícia Militar de Rondônia (5º BPM – Batalhão Belmont) realiza, nesta sexta-feira (23), às 19h, a formatura militar alusiva ao seu

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Operação Arinna do MP/SP: PRF e RFB participam da operação para desarticular organização criminosa atuante na adulteração de combustível

Na manha de hoje (21), a Polícia Rodoviária Federal participou da Operação Arinna, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime O