Porto Velho (RO) sábado, 28 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente

UHE Jirau: 7 anos gerando energia limpa e renovável com desenvolvimento sustentável na Amazônia


UHE Jirau: 7 anos gerando energia limpa e renovável com desenvolvimento sustentável na Amazônia - Gente de Opinião

A Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau completa 7 anos de operação comercial este mês com o marco de 86 bilhões de kWh de energia gerada, o que poderia suprir todo o Brasil por dois meses ou a Bolívia por aproximadamente dez anos. A mesma energia que atenderia Portugal por quase dois anos, a necessidade do Chile por mais de um ano ou, ainda, poderia suprir a Bolívia, Paraguai, Uruguai e Peru, juntos, por um ano.

A eficiência da Usina Jirau reforça a segurança energética do Brasil e a importância para o desenvolvimento sustentável na região Amazônica. Isso porque a Hidrelétrica reduz, por ano, seis milhões de toneladas da emissão de carbono. Certificada pela ONU, a UHE Jirau é o maior projeto de energia renovável do mundo já registrado como Mecanismo de Desenvolvimento Limpo.

Outra contribuição importante são os royalties pagos pela Usina Jirau. De setembro de 2013 a julho de 2020, foram R$ 467,6 milhões em Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos (CFURH), pagos ao Município de Porto Velho, Governo do Estado de Rondônia e Governo Federal.

Para o Presidente da Usina Jirau, Edson Silva, a comemoração passa por mais desafios e uma visão positiva do futuro. “O intuito é melhorar ainda mais a nossa performance operacional. Vamos continuar produzindo com qualidade, eficiência, respeito ao meio ambiente e agregando valor à sociedade. Estou bastante otimista quanto ao futuro. A pandemia, apesar de nos trazer muitos fatores indesejáveis, nos mostrou o quanto que, juntos, somos fortes e resilientes no enfrentamento de nossos desafios. Quero agradecer e parabenizar todo o time Jirau”, destaca Silva.

Atualmente, a Usina Jirau se consolida também por oferecer o melhor índice de disponibilidade entre as hidrelétricas de grande porte do Brasil, o que significa que suas unidades geradoras atendem às demandas do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), proporcionando o máximo aproveitamento das águas do Rio Madeira, gerando energia limpa com confiabilidade.

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente

Energisa fará recomposição de área de preservação no Cristal da Calama

Energisa fará recomposição de área de preservação no Cristal da Calama

A Energisa já doou mais de 4 mil mudas de castanheiras para o projeto Plante Castanha Brasil, do governo do estado de Rondônia. Agora, a empresa vai

Sistema de Transposição de Peixes garante migração das espécies no Madeira

Sistema de Transposição de Peixes garante migração das espécies no Madeira

A Hidrelétrica Santo Antônio possui um Sistema de Transposição de Peixes (STP), que é um canal que reproduz as características do rio Madeira, possi

Painel destaca importância da infraestrutura para o desenvolvimento sustentável da Amazônia

Painel destaca importância da infraestrutura para o desenvolvimento sustentável da Amazônia

Aumentar a capacidade de saneamento básico na Região Norte, dar condições de trafegabilidade para escoamento da produção local, proporcionar uma con

Prefeito Hildon Chaves participa da abertura do Fórum Mundial Amazônia +21 em Brasília

Prefeito Hildon Chaves participa da abertura do Fórum Mundial Amazônia +21 em Brasília

Com o objetivo de divulgar e convidar as pessoas a participarem do Fórum Mundial Amazonia+21, evento organizado pela Prefeitura, por meio da Agência