Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente

Programa de P&D da Jirau Energia promove Workshop para apresentar a metodologia integrada para monitoramento de detritos fluviais no Rio Madeira


Programa de P&D da Jirau Energia promove Workshop para apresentar a metodologia integrada para monitoramento de detritos fluviais no Rio Madeira - Gente de Opinião

No dia 26 de maio, aconteceu no Instituto Lactec em Curitiba, o Workshop do Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Jirau Energia: “Desenvolvimento de metodologia com ferramentas integradas para monitoramento regime fluvial do transporte de material lenhoso (Flutuante/Submerso) e elaboração de diretrizes para a concepção de sistema de manejo de troncos submersos” (PD-06631-0014/2020).

O projeto teve como objetivo conhecer através de tecnologias integradas a forma que ocorre o transporte fluvial de troncos e detritos transportados pelo Rio Madeira, e estabelecer a concepção de um sistema de manejo de troncos submersos considerando a influência do transporte de sedimentos e corrosão para concepção de estruturas desta natureza.

De acordo com o Gerente de Engenharia Civil e Segurança de Barragens da Jirau Energia, Claudiney Freitas, a pesquisa tem grande relevância para definição da estratégia do manejo de troncos na UHE Jirau visando a melhoria dos resultados operacionais, e novos projetos de Log Boom desviadores, bem como para novas usinas hidrelétricas em rios com estas características. “Monitorar o ambiente subaquático empregando ferramentas tecnológicas integradas, atrelados a um modelo hidrodinâmico, é possível entender o comportamento dos troncos nas proximidades das estruturas da Usina Jirau, proporcionando buscar alternativas de estruturas para retenção, desvio ou remoção destes materiais deslocando das casas de força da usina”, explicou Claudiney Freitas.

A utilização da tecnologia de sonares para geração de imagens subaquáticas multifrequenciais em monitoramentos de detritos fluviais é inédita. Surge como uma solução inovadora e complementar ao componente aéreo de monitoramentos propostos atualmente com drones e câmeras para auxiliar na logística e mitigação do processo de retirada e/ou direcionamento destes materiais, além de reduzir custos de manejo e possíveis impactos na geração.

Programa de P&D da Jirau Energia promove Workshop para apresentar a metodologia integrada para monitoramento de detritos fluviais no Rio Madeira - Gente de Opinião

O Engenheiro Civil da Jirau Energia, responsável pelas atividades técnicas, Dieverlândio Silva, destaca que o Rio Madeira acumula uma grande quantidade de material como: troncos, sedimentos, detritos e plantas aquáticas junto às tomadas d’água das casas de força e que a remoção é realizada através do uso de equipamentos embarcados como guindastes, escavadeiras e garras com apoio de balsas e empurradores. “Após este procedimento de remoção, existem dificuldades para classificação e quantificação destes troncos de forma exata, precisa e eficiente, e estudos mostram a utilização combinada de drones com técnicas oriundas da aerofotogrametria para quantificar o material lenhoso em rios”, destaca Dieverlândio.

Para desenvolvimento dos trabalhos foram inseridas como parceiras o Instituto Lactec de Tecnologia para o Desenvolvimento, Themag Engenharia e Gerenciamento, Venturo Consultoria Ambiental e Lumar Engenharia e Projetos com técnicas e expertises para integrar a execução do Projeto.

A Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Jirau Energia, Gizele Silva, destaca a importância da pesquisa e do desenvolvimento da metodologia inovadora para os empreendimentos com estes tipos de características. “Em geral, a região é conhecida pela grande quantidade transportada de troncos e detritos flutuantes e submersos, principalmente no período de cheia. O resultado do projeto de P&D é uma solução inovadora de estratégias tecnológicas destes materiais em empreendimentos hidrelétricos”, enfatiza Gizele.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Santo Antônio Energia investe R$ 15 milhões em pesquisa para testar a influência de diferentes tipos de solo na instalação de usinas solares

Santo Antônio Energia investe R$ 15 milhões em pesquisa para testar a influência de diferentes tipos de solo na instalação de usinas solares

A Santo Antônio Energia, empresa controlada por Eletrobrás Furnas, investirá um total de R$ 15 milhões em uma pesquisa para avaliar a influência de

 Engie neutraliza emissões de carbono do Rio Open, através da Hidrelétrica Jirau

Engie neutraliza emissões de carbono do Rio Open, através da Hidrelétrica Jirau

O Rio Open, principal torneio de tênis da América do Sul, que comemora sua décima edição de 17 a 25 de fevereiro de 2024 no Jockey Club Brasileiro (

Jirau Energia, TAG e ENGIE têm o prazer de anunciar a abertura de oportunidades de trabalho voltadas especialmente para mulheres

Jirau Energia, TAG e ENGIE têm o prazer de anunciar a abertura de oportunidades de trabalho voltadas especialmente para mulheres

Se você é mulher e for competente, poderá ter uma chance de trabalho na Jirau Energia, ENGIE, ou Transportadora Associada de Gás – TAG. O Programa d

Projeto Quelônios do Guaporé conta com apoio da Energisa pelo terceiro ano consecutivo

Projeto Quelônios do Guaporé conta com apoio da Energisa pelo terceiro ano consecutivo

A Energisa reforça seu compromisso com a preservação da fauna amazônica ao apoiar, pelo terceiro ano consecutivo, a soltura de filhotes de tartaruga

Gente de Opinião Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)