Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente

Jirau Energia recebe aprovação do Projeto Básico Ambiental do programa de apoio às comunidades indígenas.


Jirau Energia recebe aprovação do Projeto Básico Ambiental do programa de apoio às comunidades indígenas. - Gente de Opinião

A Jirau Energia recebeu da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI) a aprovação do Componente Indígena do Programa Básico Ambiental (CI-PBA). Este é um momento importante para as partes envolvidas no âmbito do Programa de Apoio às Comunidades Indígenas, pois resulta de um longo processo de estudo, discussão, planejamento, elaboração e validação, pela FUNAI, das ações que compõem o CI-PBA junto às comunidades indígenas atendidas.

 

O Programa envolve interações contínuas entre a Jirau Energia, que é responsável pela elaboração e implantação do Programa, a FUNAI, que é a agência reguladora do Componente Indígena no licenciamento ambiental do empreendimento, e os povos indígenas atendidos, os quais são consultados durante todas as etapas do processo.

 

Os povos das Terras Indígenas (TI) Igarapé Lage, Igarapé Ribeirão, Kaxarari e Uru Eu Wau Wau são as comunidades atendidas pelo Programa, e somam aproximadamente 3.000 indígenas de cinco povos contatados, além de povos em isolamento voluntário, que juntos ocupam uma área de aproximadamente 2.168.000 ha de floresta.

 

O CI-PBA tem o objetivo de contribuir com o desenvolvimento comunitário destes povos por meio de 04 subprogramas, sendo esses: Subprograma de Apoio ao Registro e Divulgação da Cultura Indígena, Apoio à Gestão Territorial e Ambiental, Fortalecimento da Economia Indígena e Fortalecimento das Associações Indígenas. As diversas ações que constituem estes subprogramas são orientadas por três eixos que convergem para contribuir com o desenvolvimento comunitário, que são a estruturação física dos equipamentos comunitários, capacitação e assessoramento técnico aos indígenas e ações educativas com a comunidade do entorno das TIs.

 

Os povos indígenas das TIs Igarapé Lage, Igarapé Ribeirão, Kaxarari e Uru Eu Wau Wau já são atendidos pelo empreendimento desde o ano de 2011 com diversas ações de apoio à proteção territorial, as quais teve a FUNAI como interveniente, apoio à saúde indígena, que teve a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) como interveniente, e apoio à educação, que teve a Secretaria de Estado da Educação (SEDUC) como interveniente.

 

As ações do CI-PBA, que possui um horizonte temporal de seis anos para ser implantado, beneficiarão as comunidades indígenas de forma direta, com o acompanhamento da implantação das ações realizado por meio de Comitês Gestores, que serão constituídos por representantes indígenas de todas as aldeias atendidas, pela FUNAI/Coordenações Regionais e pela Jirau Energia. É importante ressaltar que o Programa de Apoio às Comunidades Indígenas da Jirau Energia não guarda relação de impacto com nenhuma das TIs atendidas, uma vez que não há afetação do empreendimento nesses territórios que se encontram há mais de 100 quilômetros do eixo da barragem da Usina. Deste modo, as ações do Programa são contribuições do empreendimento para o desenvolvimento socioambiental dessas comunidades, assumidos no âmbito do licenciamento ambiental.

 

“O compromisso da Jirau Energia com o desenvolvimento sustentável da Região Amazônica vai de total encontro às nossas ações que visam a melhorar a qualidade de vida das diversas comunidades presentes na região. Por essa razão, é uma honra e de extrema importância para todos nós receber da FUNAI a aprovação do Componente Indígena do Programa Básico Ambiental”, destacou o Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da Jirau Energia, Veríssimo Neto.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Santo Antônio Energia investe R$ 15 milhões em pesquisa para testar a influência de diferentes tipos de solo na instalação de usinas solares

Santo Antônio Energia investe R$ 15 milhões em pesquisa para testar a influência de diferentes tipos de solo na instalação de usinas solares

A Santo Antônio Energia, empresa controlada por Eletrobrás Furnas, investirá um total de R$ 15 milhões em uma pesquisa para avaliar a influência de

 Engie neutraliza emissões de carbono do Rio Open, através da Hidrelétrica Jirau

Engie neutraliza emissões de carbono do Rio Open, através da Hidrelétrica Jirau

O Rio Open, principal torneio de tênis da América do Sul, que comemora sua décima edição de 17 a 25 de fevereiro de 2024 no Jockey Club Brasileiro (

Jirau Energia, TAG e ENGIE têm o prazer de anunciar a abertura de oportunidades de trabalho voltadas especialmente para mulheres

Jirau Energia, TAG e ENGIE têm o prazer de anunciar a abertura de oportunidades de trabalho voltadas especialmente para mulheres

Se você é mulher e for competente, poderá ter uma chance de trabalho na Jirau Energia, ENGIE, ou Transportadora Associada de Gás – TAG. O Programa d

Projeto Quelônios do Guaporé conta com apoio da Energisa pelo terceiro ano consecutivo

Projeto Quelônios do Guaporé conta com apoio da Energisa pelo terceiro ano consecutivo

A Energisa reforça seu compromisso com a preservação da fauna amazônica ao apoiar, pelo terceiro ano consecutivo, a soltura de filhotes de tartaruga

Gente de Opinião Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)