Porto Velho (RO) sábado, 28 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente

Concluída a proteção das margens do rio Madeira


Enrocamento - Gente de Opinião
Enrocamento

A Santo Antônio Energia acaba de concluir a obra de proteção das margens do rio Madeira, denominada tecnicamente de enrocamento. A proteção feita com rochas ocorreu em um trecho de 600 metros, que compreende a praça da Madeira-Mamoré,  e tem o objetivo de proteger o patrimônio histórico das erosões causadas pelas variações naturais do nível do rio Madeira.

Para garantir a eficiência do enrocamento, o projeto recebeu pequenos ajustes, verificados através de novos estudos topográficos e de engenharia. A inclinação do terreno que margeia o rio foi suavizada e a base do enrocamento foi reforçada e compactada. A  drenagem pluvial de todo o pátio também recebeu complementação para uma melhor captação e distribuição das águas, evitando erosões causadas por enxurradas.

 

Revitalização da praça da Madeira-Mamoré

Mesmo com o fim das obras de proteção das margens, a praça da Madeira-Mamoré permanece fechada já que as obras de revitalização continuam em andamento no complexo que possui mais de 114 mil metros quadrados, o equivalente a 16 campos de futebol.

Neste momento, estão sendo feitas a drenagem interna e uma rede de coleta de esgoto. Simultaneamente, três dos galpões existentes estão sendo restaurados e adequados. No galpão um, estão sendo construídos banheiros e uma passarela de acesso interligando-o ao galpão dois. No galpão dois, um mezanino será erguido para abrigar peças do acervo da Madeira-Mamoré. Já o galpão três (antiga Marinha) está recebendo a maior obra com a recuperação de sua estrutura que dará origem a uma praça de alimentação no piso superior, com uma sacada com vista para o rio Madeira.

A edificação que abrigará um posto policial está na fase final de obras e a estrutura onde estão localizados o girador, a rotunda e as oficinas também passará por intervenções. “O espaço é muito amplo e as obras, além de variadas, são muito complexas e com muitos detalhes construtivos. Estamos todos empenhados para entregarmos para a população este espaço tão importante dentro do prazo estabelecido”, explica o gerente de Obras da Santo Antônio Energia, Thiago Chiquito.

A previsão é de que as obras de revitalização terminem em meados do próximo ano.

Galeria de Imagens

  • O galpão 2 terá um mezanino para abrigar peças do acervo da Madeira-Mamoré.
    O galpão 2 terá um mezanino para abrigar peças do acervo da Madeira-Mamoré.
  • O posto policial está na fase final de obras
    O posto policial está na fase final de obras
  • A estrutura do galpão 3 está sendo recuperada. O local receberá uma praça de alimentação com sacada.
    A estrutura do galpão 3 está sendo recuperada. O local receberá uma praça de alimentação com sacada.
  • No galpão um estão sendo construídos banheiros
    No galpão um estão sendo construídos banheiros
  • Uma passarela está sendo construída para ligar o galpão 1 ao galpão 2
    Uma passarela está sendo construída para ligar o galpão 1 ao galpão 2

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente

Energisa fará recomposição de área de preservação no Cristal da Calama

Energisa fará recomposição de área de preservação no Cristal da Calama

A Energisa já doou mais de 4 mil mudas de castanheiras para o projeto Plante Castanha Brasil, do governo do estado de Rondônia. Agora, a empresa vai

Sistema de Transposição de Peixes garante migração das espécies no Madeira

Sistema de Transposição de Peixes garante migração das espécies no Madeira

A Hidrelétrica Santo Antônio possui um Sistema de Transposição de Peixes (STP), que é um canal que reproduz as características do rio Madeira, possi

Painel destaca importância da infraestrutura para o desenvolvimento sustentável da Amazônia

Painel destaca importância da infraestrutura para o desenvolvimento sustentável da Amazônia

Aumentar a capacidade de saneamento básico na Região Norte, dar condições de trafegabilidade para escoamento da produção local, proporcionar uma con

UHE Jirau: 7 anos gerando energia limpa e renovável com desenvolvimento sustentável na Amazônia

UHE Jirau: 7 anos gerando energia limpa e renovável com desenvolvimento sustentável na Amazônia

A Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau completa 7 anos de operação comercial este mês com o marco de 86 bilhões de kWh de energia gerada, o que poderia su