Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Pesquisa XP mostra Haddad em segundo lugar


Pesquisa XP mostra Haddad em segundo lugar - Gente de Opinião

247 - Pesquisa XP Investimentos aponta o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) em segunda lugar na corrida presidencial, com 13% dos votos, quando associado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em primeiro lugar está o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 21% dos votos.

De acordo com o levantamento, a ex-senadora Marina Silva (Rede) fica na terceira posição, com 10%, seguida pelo ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%, e pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 7%.

O senador Álvaro Dias (Podemos) aparece com 5%. Na sétima posição está a deputada estadual pelo Rio Grande do Sul Manuela D'Ávila (PCdoB), com 3%. O ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) atinge 2% e Guilherme Boulos (Psol), 0%.

Os que não responderam somam 1%, e brancos e nulos ou que não votam em candidato algum, 26%.

Com Lula

No cenário com Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-presidente vence com 31% dos votos, seguido por Bolsonaro (19%) e por Alckmin (9%). Na sequência aparecem Marina (9%), Ciro (6%), Alvaro Dias (5%), Manuela e Meirelles com 2% cada, João Amoêdo (Novo), com 1%, e Boulos com 0%, mesmo percentual dos que não responderam. Brancos e nulos ou que disseram não votarem em candidato algum somaram 15%.

Foram feitas 13 mil entrevistas ao longos dos meses maio, junho, julho e agosto. O levantamento tem margem de erro de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Mais Sobre Eleições 2018

Bolsonaro pode acabar com a democracia, diz professor de Harvard

Bolsonaro pode acabar com a democracia, diz professor de Harvard

"O Brasil se tornará muito violento rapidamente. Ele pode usar isso como desculpa para acabar com a democracia e suspender a Constituição", diz o prof

PDT pede anulação da eleição presidencial por abuso de poder econômico

PDT pede anulação da eleição presidencial por abuso de poder econômico

Partido alega que o financiamento de divulgação de mensagens por meio do WhatsApp é proibido por lei e manipula, de certa forma, o resultado das urnas

O BARCO FURADO - Por Ana Clara Machado

O BARCO FURADO - Por Ana Clara Machado

O BARCO FURADO Ana Clara Machado*A gritaria é geral por parte dos passageiros do barco que aderna no rio de lama criado por eles mesmo. Ninguém se ent