Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Jaques Wagner costura frente com FHC, Ciro e Marina para deter o fascismo


Jaques Wagner costura frente com FHC, Ciro e Marina para deter o fascismo - Gente de Opinião

247 - Jacques Wagner, eleito senador pelo PT da Bahia, partiu para costurar alianças e engrossas as fileiras da candidatura de Fernando Haddad à presidência da república. Wagner tem o papel de construir a frente anti-Bolsonaro, agregando lideranças 'old school' da cena nacional. No front de Wagner, a tarefa de unir Ciro, FHC e Marina Silva, três líderes que ainda não saíram de cima do muro.

Em reportagem do jornal O Globo, Bernardo Mello Franco destaca que "Jaques Wagner era o preferido de Lula para concorrer ao Planalto. Recusou a tarefa, elegeu-se senador pela Bahia e agora desembarcou em São Paulo para ajudar Fernando Haddad. O ex-ministro tenta costurar uma 'frente democrática' contra o bolsonarismo. Quer unir Ciro Gomes, Marina Silva e Fernando Henrique Cardoso no palanque do PT. 'Temos que procurar todos os que estão na política e têm responsabilidade com o país', diz".
A matéria dá o tom conciliador do senador baiano: "Wagner faz elogios a FH, que já descartou a hipótese de apoiar o capitão. 'A construção do país é tijolo por tijolo, ninguém faz nada sozinho. O Fernando deu uma bela contribuição ao Brasil. Nós aprendemos a responsabilidade fiscal com ele', afaga. 'É uma coincidência negativa da História que, em vez de ficarem juntos, PT e PSDB tenham polarizado um com o outro. Foram as melhores forças que surgiram no período democrático'."

Mello Franco acrescenta, na esteira da compreensão do papel estratégico de Wagner: "Para ampliar a aliança, o ex-ministro defende uma guinada no discurso do PT. Pede que o partido adote tom mais conciliador e reconheça erros do passado. 'Acho que nunca é demais a gente fazer autocrítica', diz. Ele considera que o candidato agora deve ser menos Lula e mais Haddad. 'Não precisamos inventar a roda. No primeiro turno, ficou claro que o Haddad era o candidato do Lula. Agora temos que mostrar quem ele é: um professor bem formado, que já foi prefeito de São Paulo e recebeu prêmios de boa gestão', sustenta".

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo