Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Bater em Haddad é chutar cachorro morto, diz filho de Bolsonaro


Bater em Haddad é chutar cachorro morto, diz filho de Bolsonaro - Gente de Opinião

247 - O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que o pai Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República, tem munição de sobra para atacar Fernando Haddad (PT). Ele nega que o militar esteja evitando os debates entre presidenciáveis temendo que sua candidatura seja esvaziada. Diz Eduardo: "se você pensar friamente, ele estando na frente, a tendência seria de ele não ir. Ele tem arma de sobra. Bater no Haddad é chutar cachorro morto (...) Até o ex-presidente Lula está se distanciando dele, porque sabe que a derrota dele é certa”.

A reportagem do jornal Valor destaca que "além de negar que a eventual ida de Bolsonaro aos debates poderia mudar o cenário de favoritismo que cerca a postulação do militar, Eduardo disse que Haddad, adversário do pai nas urnas, 'é acusado de corrupção formação de quadrilha, lavagem de capitais e de um partido que tem vários membros na cadeia (...) Eleitor tem que ser ingênuo para votar numa pessoa dessas e acreditar no que ele tem falado. Sem credibilidade, vai começar a afundar'.”.

Sobre articulações futuras, o deputado disse "que que o Delegado Waldir (PSL-GO) está sendo responsável pela captação de deputados de outras legendas para engordar a bancada do PSL, que está com 52 integrantes após a eleição. “Estamos articulando agora. Tudo está no forno”.

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo