Porto Velho (RO) segunda-feira, 11 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Ana Cristina Valle fugiu do Brasil com medo de ser morta por Bolsonaro


Ana Cristina Valle fugiu do Brasil com medo de ser morta por Bolsonaro - Gente de Opinião

247 - O jornal Folha de S. Paulo foi buscar na Noruega a comprovação para a ameaça de morte que o deputado Jair Bolsonaro fez à sua ex-mulher Ana Cristina Valle. Cinco brasileiros que vivem na Noruega e conviveram com a ex-cônjuge do candidato à presidência confirmaram o relato que consta em documento oficial do Itamaraty, redigido em 2011. O registro diplomático informa que ela afirmou ao vice-cônsul naquele país que havia sido ameaçada de morte pelo ex-marido e que por isso havia fugido do Brasil.

O jornal destaca os desdobramentos de sua própria cobertura do episódio: "o caso foi revelado pela Folha, nesta terça (25). Logo após a publicação da reportagem, Ana Cristina divulgou vídeo nas redes sociais no qual negava ter falado sobre o assunto com a embaixada brasileira, rechaçava ter sido alvo de qualquer ameaça e defendia Jair Bolsonaro, atacando a imprensa".

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo informa que foi buscar confirmação da denúncia com brasileiroe que moram na Noruega e que conheciam Ana Cristina Valle: "dos cinco brasileiros que aceitaram falar com a reportagem, quatro disseram que só o fariam sob anonimato, com medo de represália. Uma decidiu se identificar".

E elenca as declarações dos ex-colegas de Ana Cristina: "Simone Afonso, ainda reside na Noruega e conta que conheceu Ana Cristina em 2009, quando ela deixou o Brasil. 'Ela tentou asilo político aqui, o que foi negado pelo departamento de imigração local. Dizia que estava sendo ameaçada pelo ex-marido, o Jair Bolsonaro, que ele havia tirado a guarda do filho dela', contou".

A reportagem prossegue: "'todo mundo aqui em Oslo sabe que o discurso dela era: estou aqui por medo do meu ex-marido', continuou. 'E se você quiser, a gente pode fazer uma lista de pessoas daqui que sabem dessa história'."

Segundo o jornal, "as outras quatro testemunhas relatam o caso da mesma forma. Segundo elas, Ana Valle, como ela é conhecida por lá, chegou à Noruega muito fragilizada e se aproximou de um grupo de brasileiros".

Conforme os relatos dos brasileiros, ela costumava repetir que a "minha cabeça vale R$ 50 mil". Ana Cristina não tinha fluência na língua local e falava com dificuldade o inglês e, por isso, dependia das pessoas que acabara de conhecer.

Depois de ver a matéria no jornal brasileiro, Fernando Xavier - um dos amigos que ajudou Ana Cristina a se estabelecer na Noruega - compartilhou a reportagem do jornal com os dizeres: "olha as verdades surgindo do teatro de vampiros!!!! (sic) Chegou ameaçada e ficou anos sem ver o filho!!!", escreveu. "Eu sou testemunha e muitas outras pessoas da sociedade de Oslo!!!"

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo