Porto Velho (RO) sábado, 17 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Tempo que flui


 Tempo que flui - Gente de Opinião
João Antonio Pagliosa

Há muitos anos eu sei quantos dias de vida eu possuo. Hoje, dia 28 de setembro de 2016, estou completando 24.821 dias, e amanhã, quinta feira, estarei alcançando exatas 3.546 semanas sobre a face da Terra.

A viagem tem sido cheia de altos e baixos, porém, de uns anos para cá, muito agradável. Eu encontrei meu desígnio e alinhei meu desígnio à vontade de meu Pai! Daí resulta minha alegria! Minha paixão pela vida!

No próximo dia 14 de outubro estarei completando 68 anos, e pela minha idade sei que terei menos dias no futuro, do que dias que tive no passado. Tudo bem!

E sou homem muito tranquilo... Alguns me consideram um cara zen... Mas, eu, embora zen, trabalho muito e durmo pouco. É muito difícil dormir mais que cinco horas por dia. Entretanto, invariavelmente levanto da cama, cheio de energia, razão porque, não desejo dormir mais do que já durmo. E há tanta coisa para aprender ainda...

E vejo a vida com plenitude, e a vivo com intensidade. Procuro aproveitar ao máximo todos os meus momentos e nunca postergo alegrias que me encantam. Como diz a minha mãe, na juventude de seus 88 anos, quando se permite uma regalia: Ah, que se tiave...

Acho que isso significa: Ah, que se dane...

Permitir-se amiúde, alegrias e regalias, é sábio! Viver intensamente e com bom senso é sábio! Simplesmente porque nós merecemos! Nunca deixe de se alegrar, viu vivente!

E também, não se preocupe em deixar fortunas para seus descendentes. Preocupe-se em deixar-lhes EXEMPLOS de caráter, ética, honestidade e decência! Isso é real HERANÇA!

Quando jovem em idade eu era impulsivo, narcisista e de ego inflado. Queria mudar o mundo com a força de dois braços frágeis, e dizia para quem quisesse ouvir: Não se preocupe, eu sou o provedor... Deixem a questão material sob minha responsabilidade...

Quanta burrice!

E a gente sofre muito quando é burro! Sofre até aprender...

Hoje eu medito sobre o que vivi, e como vivi. E não consigo deixar de sorrir sobre tantas situações onde minha emoção prevaleceu sobre a minha razão.

Eu sei que o pecado é GOSTOSO! Todo mundo sabe! Mas Deus perdoa, não é?  Sim, Ele perdoa porque é BOM, todavia, a consequência de cada pecado cada um de nós pagará!

E aí, o sofrimento advém!

Para o seu, e para o meu desconforto!

Claro que é utópico eu pensar: Ah, quem me dera ter na década de setenta, a cabeça que eu tenho hoje... Quem me dera se naquela época eu tivesse a ponderação e o bom senso que possuo hoje... É utópico, mas pensamentos assim tamborilam minha mente, com frequência... Fazer o quê?

E você conversa com os jovens e a maioria eles NÃO deixa você falar... Eles querem se expressar e se fazer notar... E perdem a oportunidade de ouvir... E recordo que, quando jovem eu também agia assim...

E algo que me inquieta é constatar a inveja de neófitos tentando destruir ou ofuscar o brilho de pessoas que eles próprios admiram, de pessoas que eles endeusam. Como é frequente isso, minha gente!

Invejosos não usam o tempo disponível de forma adequada, eles são sempre despreparados, sempre imaturos, sempre apressados em ocupar cadeiras que ainda não lhes competem, sempre queixosos do que estão vivendo... Mesmo que sua conta bancária esteja bem recheada... Mesmo que seus celeiros estejam abarrotados às turras...

Invejosos estudam menos do que deveriam, e esforçam-se bem menos do que deveriam, por isso sentem-se por baixo... E, por isso o sentimento de estar em cima os corrói... Daí...

O tempo é o que temos de mais precioso, e a maioria das pessoas em todas as faixas etárias, o desperdiça com coisas tolas, fúteis, vãs... E, a maioria vive como se fosse viver eternamente, sem se importar em fazer algo melhor, algo que a dignifique um pouco... Enfim, poucos aprendem com a história!

Curta sempre a sua vida! Viva-a com intensidade e paixão!

Observe e medite sobre a maravilha de uma semente que germina, de uma planta que floresce, de uma criança que sorri... Sinta a presença de Deus em tudo que nos cerca... Ele anseia por sua intimidade... Que glória!

João Antonio Pagliosa

www.palestrantejoaopagliosa.blogspot.com.br

Curitiba, 28 de setembro de 2016

Mais Sobre Opinião

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual

Vagalumes nas trevas

Vagalumes nas trevas

Mas as trevas não são absolutas: há estrelas, há vagalumes, há réstias de luz