Porto Velho (RO) quinta-feira, 22 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Semana Científica - Homenagem ao Dr. Hidelbrando marca abertura do II Congresso de Medicina de Rondônia


 

A noite de abertura do II Congresso de Medicina, realizado em Porto Velho, na última quarta-feira (19), através da Semana Científica do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero), foi marcada pela homenagem dedicada ao médico e cientista Dr. Luiz Hidelbrando Pereira da Silva.

O vice-presidente do Cremero Dr. Cleiton Bach deu boas vindas aos participantes, agradecendo a presença de todos. Cleiton destacou a relevância de eventos como o Congresso de Medicina que têm por objetivo a complementação do currículo dos acadêmicos e a reciclagem de médicos e profissionais de saúde de Porto Velho.Semana Científica - Homenagem ao Dr. Hidelbrando marca abertura do II Congresso de Medicina de Rondônia - Gente de Opinião

O médico Dr. Mauro Tadda, amigo pessoal do cientista homenageado, fez uma breve apresentação da história do médico, considerado um dos principais pesquisadores de doenças tropicais do mundo.

Dr. Hidelbrando atuou por quase 30 anos no Instituto Pasteur, em Paris, uma das mais tradicionais instituições de pesquisa em saúde e foi pesquisador e diretor idealizador do Instituto de Pesquisa em Patologias Tropicais de Rondônia (Ipepatro), ligado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Porto Velho.

O cientista, que faleceu no dia 24 de setembro de 2014, aos 86 anos, era professor emérito da Universidade Federal de Rondônia (Unir) e autor de 80 trabalhos científicos publicados sobre a malária e mais de 150 pesquisas sobre outras patologias.

De acordo com o Dr. Mauro Tadda, o corpo do amigo foi cremado em São Paulo e nesta semana a família esteve em Porto Velho onde lançou as cinzas do cientista nas águas do Rio Madeira.

No decorrer do evento, palestraram ainda os médicos Dr. Valter Garcia Duro que abordou os temas “Morte Encefálica” e a “Situação do Receptor” e Dr. Joel Andrade, que palestrou sobre a “Manutenção do Potencial Doador”.

Fonte: Renato Pereira

Mais Sobre Opinião

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.