Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Pareço-me com o Guaporé, corro como o Cabixi


Pareço-me com o Guaporé, corro como o Cabixi

Tenho a boca da noite escura em mim.

Sou pequeno como um Lambari.

Não me preocupo

O seringueiro também é assim.

Minha lerdeza vem do Matá-Matá, da Preguiça, do Jaboti.

Sou amigo do Cachára do Pintado e Caparari.

Faço o som do Sabiá, Arara, Maritaca, Uirapuru,

 Papagaio, Tucano, Peito de Aço, como é belo o vôo do tuiuiú.

Muitas vezes sou Enganado, fico Escondido

Dou Sete Voltas no Pires de Sá, para chegar nos Parecis.

Sou Cacaeiro, Seringueiro, Beradeiro.

Castanheiro corre ligeiro pra pescar seu Tambaqui.

Sinto saudades da mata bruta

Mogno, Peroba, Jacarandá.

Cerejeiras, Tucumã, Pau Ferro

Castanheira, Seringueira, Jequitibá.

Angico, Babaçu, Barriguda, Açaí.

Louro, Garapeira, Araçá.

Massaranduba, Ipê, Abacaba, Buriti.

Sou negro, branco. O Índio está em mim

Paiaguás, Sateré, Manaó.

Karitiana, Cinta Larga, Yanomami.

Mura, Parintins, Bororó.

Gavião, Urueu, Tupinambá.

Nambikwara, Aikanã, Cabixi.

Kanoé, Latundê, Kaxinauá.

Massaka, Boca Preta, Urubu.

Surui, Pataxó, Karipuna.

Arikeme, Kaioá, Ajuru.

Acho gostoso, galinha caipira com pamonha.

Paca assada e farofa no casco do Tracajá.

Porco frito na sua própria banha.

Cuca, farinha d’água, cheiro de café ao torrar.

Jiló, charque, abóbora, quiabo.

Tambaqui assado na palha da bananeira.

Uma mulher corada, que eu querendo me queira.

Cachaça de alambique

 Um bailão na lua cheia.

Amor... fizemos escondidos na tuia

Um monjolo roda d’água e pilão

Cantiga de galo, todos dormiam.

Enquanto eu pedia a sua mão.

Os festejos, de são Pedro, santo Antonio e são João.

O peão de boiadeiro, o jeito caipira de cantar.

A festa do divino, seus seresteiros

Enciumados com o nosso jeito de amar.
 

 Fonte: Emmanoel Gomes da Silva

Mais Sobre Opinião

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual

Vagalumes nas trevas

Vagalumes nas trevas

Mas as trevas não são absolutas: há estrelas, há vagalumes, há réstias de luz