Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Ji-Paraná: Sobrou viaduto no 2º Distrito


Hoje pela manhã, 11/03/13, muitas reclamações nos veículos de comunicação em virtude do que qualificaram como “O caos no trânsito”.  Algumas argumentações “audíveis” outras nem tanto. Alguns diziam que a culpa é da Empresa Municipal de Transportes Urbanos, EMTU, que não dispõe de engenheiro de trânsito para planejar as mudanças. Outros culpavam o prefeito, pois, as mudanças foram apresentadas a ele e este homologou.

Há dias eu me questionava sobre esta problemática: Será que a Av Vilagran com BR364 vai continuar como era antes, ou vai se instalar um semáforo, ou vai ter uma rotatória? Será que fechar o acesso pela Av. Vilagran para o centro da cidade faz com que a Rodovia tenha melhor fluidez naquele ponto? Será que abrir o acesso à marginal frente a ink Jet, para quem vem do 2º Distrito entrar e acessar o “túnel” e ir para o centro é possível? Será que ao concluir o anel viário e desviar o trânsito pesado, ainda será preciso preservar tanto os acessos à Rodovia dentro da área urbana?

Conclui-se que todas essas mudanças não irão resolver o grande problema de acesso ao centro de Ji-Paraná. Não há alternativa mágica sem um investimento maior. Não há EMTU que solucione o acesso proporcionando 100% de fluidez ao centro da cidade com alterações paliativas. Sobra viaduto no 2º Distrito e falta viaduto no 1º Distrito, esta é a verdade. Um viaduto de grande extensão para solucionar o acesso ao bairro Nova Brasilia, quando menos da metade seria suficiente, e assim poderia construir outros viadutos nos cruzamento com a Vilagram e a 22 de novembro. A Vilagram poderia ser rebaixada de nível, o terreno permite por ser local alto, e assim o cruzamento seria por baixo da Rodovia. Uma obra fácil e de menor custo se comparada ao imponente e exagerado viaduto do 2º Distrito.

Como diz meu amigo Fabio de Souza: Tem que consultar o Sr. Zezinho. Na verdade o Prefeito através da EMTU vai tentar mudanças que pelo menos amenize o problema. Mas a obra de duplicação da BR 364 deveria ter trazido eficientes mudanças no trânsito da cidade. Importante preservar a rodovia e sua fluidez, no entanto, há possibilidade de melhorar a vida das pessoas que transitam diariamente de um bairro a outro. O foco da obra de duplicação foi o acesso ao Bairro Nova Brasília e adjacentes, em detrimento do acesso ao Centro da cidade para onde se converge todos os demais bairros. Ainda é tempo de construir um viaduto na Vilagran com BR364. Pode-se incluir no mesmo projeto de conclusão da duplicação no porvir.

Everaldo José de Souza – Tenente PM
Pedagogo. Pós Grad em Direito e Gestão de Trânsito

Mais Sobre Opinião

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual