Porto Velho (RO) quinta-feira, 22 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Jesus ressuscitou! Está vivo e presente no meio de nós!


  
Páscoa é passagem das trevas para a luz, da morte para a vida, de uma vida de pecado para uma vida de conversão. A Páscoa nos compromete a superar os sinais de morte presentes na cultura e na convivência humana contemporânea. O anúncio pascal traz a certeza de que a injustiça, o egoísmo, a violência, o ódio e a insegurança não terão a última palavra sobre nossa existência.

Este significado teológico da Páscoa nos motiva a assumir, com afinco, o objetivo geral da Campanha da Fraternidade de 2009, que é “suscitar o debate sobre a segurança pública e contribuir para a promoção da cultura da paz nas pessoas, na família, na comunidade e na sociedade, para que todos se empenhem efetivamente na construção da justiça social que seja garantia de segurança para todos” (Texto-Base, 4).

Viver em segurança é uma das aspirações fundamentais do ser humano. Durante nove meses, o útero materno garantiu ao bebê segurança e proteção. Não raro, ao vir ao mundo, esse ser indefeso e totalmente dependente, depara-se com uma realidade assustadora. Aquela paz e tranqüilidade de antes já não existem mais. A violência e a agressividade tornam as pessoas inseguras para o resto da vida!

Além dessa insegurança psicológica, existe ainda a insegurança causada pela realidade social. Vivemos num mundo violento! A violência está presente em todas as classes sociais. Esta é a constatação mais fácil de se evidenciar. Basta sair na rua, ligar a TV, ler os jornais e, às vezes, nem precisamos sair de casa, para nos depararmos com violências dos mais variados tipos.

Todos nós temos conflitos pessoais, pois a realidade em que vivemos é muito distante do ideal que almejamos. Por isso, é impossível viver sem conflitos. Contudo, o conflito, por si só, não é nocivo. São as posturas e as atitudes que as pessoas tomam diante do conflito que podem ter conseqüências desastrosas para todos os que nele estão envolvidos, e para a sociedade em geral, pois são estas posturas que podem gerar violência e insegurança social

Precisamos melhorar nossas atitudes diante dos conflitos em casa e na rua. Precisamos superar nossos medos, com a ajuda de Deus e dos irmãos, pois o medo nos leva a buscar soluções no consumo. É na comunidade que encontramos forças para superar os nossos medos. Vivendo unidos, na fraternidade, encontraremos a paz!

A ressurreição de Jesus revela que Deus está do lado da vida e da paz; por isso, somos convocados a estar desse lado também. Através delas e por infinita bondade para conosco, Deus tornou-se próximo de nós e manifestou-nos amor sem medida, iluminou e deu sentido novo à vida humana. A Páscoa de Jesus é sinal da vitória possível sobre a morte e sobre todos os males.

Que o Deus da vida abençoe a todos! Tenham uma Feliz Páscoa e sejam defensores e construtores da paz! Jesus, que passou da morte para a vida, fortifique nossa esperança e segurança nos ajude a vencer nossos conflitos e medos!
Fonte:  Dom Antônio Carlos Félix
 

Mais Sobre Opinião

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.