Porto Velho (RO) sábado, 16 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Energia

UHE Jirau recebe técnicos da Agência nacional de Águas e Sipam


UHE Jirau recebe técnicos da Agência nacional de Águas e Sipam - Gente de Opinião

A Usina Hidrelétrica Jirau recebeu no dia 13 de novembro técnicos da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) para uma visita técnica com objetivo de conhecer o empreendimento.

Durante toda a visita, o grupo recebeu informações sobre o empreendimento, reservatório e geração de energia. Eles conheceram algumas estruturas da Usina, como as Casas de Forças da Margem Direita e Esquerda, Sala de Controle e Vertedouro de troncos.

O Coordenador de Acompanhamento de Reservatórios e Sistemas Hídricos (CORSH) da ANA, Antônio Augusto Borges de Lima, afirma que foi uma excelente oportunidade conhecer a UHE Jirau. “É uma estrutura fantástica. Eu estive nos Estados Unidos conhecendo outros empreendimentos e esta usina não perde nada pela magnitude”, diz.

Coordenadora de Operações do Centro Regional de Porto Velho, Ana Cristina Strava Correa, fala que o Sipam busca manter o diálogo aberto com todos os segmentos interessados no rio Madeira. “Esta estrutura faz jus à grandeza do rio Madeira, que é um rio poderoso”, declara.

Mais Sobre Energia

Rovema Energia apresenta soluções energéticas aos colaboradores do Sebrae/RO

Rovema Energia apresenta soluções energéticas aos colaboradores do Sebrae/RO

Proporcionando soluções para economia na conta de energia elétrica, por meio de fonte de energia renovável e limpa, nesta quarta-feira, 13, a Rovema

Curso capacita sobre produção de abacaxi em Rondônia

Curso capacita sobre produção de abacaxi em Rondônia

A Jirau Energia em parceria com a EMBRAPA /RO ofereceu no mês de setembro o curso sobre o sistema de produção de abacaxi na modalidade online, com d

Rovema Energia tem a solução para sua conta não aumentar

Rovema Energia tem a solução para sua conta não aumentar

A conta de luz tornou-se, nesta quarta-feira (1º/9), um motivo a mais para preocupação diante do anúncio feito pelo Ministério de Minas e Energia so