Porto Velho (RO) terça-feira, 21 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Energia

Esbr e sedam fortalecem relações visando aprimoramento dos projetos de sustentabilidade

Nova equipe técnica da SEDAM visita a UHE Jirau e conhece projetos socioambientais


Esbr e sedam fortalecem relações visando aprimoramento dos projetos de sustentabilidade - Gente de Opinião

Profissionais da nova equipe técnica da Coordenadoria de Licenciamento e Monitoramento Ambiental da Secretaria do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia (SEDAM) visitaram a Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau para conhecer ações de sustentabilidade desenvolvidas pelo empreendimento, em especial sobre as atividades do Programa de Monitoramento e Apoio à Atividade Pesqueira. A visita aconteceu em abril e teve como objetivo a troca de conhecimento para a continuidade de ações dos programas socioambientais, realizados na área de abrangência da Usina.

“Trouxemos a equipe da SEDAM para estreitar as relações com a instituição, já que desenvolvemos diversas tratativas com eles dentro dos 34 Programas Socioambientais da UHE Jirau, principalmente as relacionadas ao Plano de Manejo de Pirarucu, realizado em Guajará-Mirim. A ideia é que conheçam todo o histórico de elaboração do Plano, suas características e os resultados”, afirma Veríssimo Alves, Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da Energia Sustentável do Brasil (ESBR).

A Coordenadora-Adjunta de Licenciamento Ambiental do Estado (SEDAM), Daniely Sant’anna, falou que a visita proporcionou melhor relacionamento com a Usina e esclarecimento sobre as ações desenvolvidas. “Conhecemos melhor os processos, desde as ações com os pescadores, os entraves e as dificuldades, além de outras demandas, e o papel do Estado para identificarmos qual o nosso papel no meio de tudo isso, porque realmente é de nosso interesse”.

 

Programa de Manejo do Pirarucu

 

A ESBR desenvolve o Plano de Manejo do Pirarucu na região do Lago Corte de Mercedes, em Guajará Mirim, há cerca de sete anos. O trabalho passou por diversas fases, entre elas, o estudo que atestou a viabilidade do projeto. Entre os objetivos, estão a promoção e o incentivo de desenvolvimento para a região. O plano de manejo contempla os pescadores profissionais artesanais da Colônia Z-2-RO de Guajará-Mirim.

Até então, a atividade de pesca do pirarucu nativo (Arapaima gigas) era proibida. A liberação para os pescadores da área de influência da UHE Jirau está amparada na Lei nº 3.568, de 10 de junho de 2015, e a aprovação do manejo foi realizada com base nos estudos que são realizados desde 2013 pela Usina.

Mais Sobre Energia

Operadores da Hidrelétrica Santo Antônio participam de treinamento em simulador

Operadores da Hidrelétrica Santo Antônio participam de treinamento em simulador

Operadores da Hidrelétrica Santo Antônio seguem uma rotina de treinamentos frequentes para que reciclem seus conhecimentos e aperfeiçoem seus trabalho

Ceron convida comércio e prefeituras para apresentar projetos de eficiência energética

Ceron convida comércio e prefeituras para apresentar projetos de eficiência energética

Para promover o uso eficiente e racional de energia elétrica, estimulando o desenvolvimento de novas tecnologias e a desenvolvimento de boas práticas

Nota à imprensa sobre a regularização dos débitos e créditos

Nota à imprensa sobre a regularização dos débitos e créditos

A Ceron esclarece que a busca pela regularização dos débitos e créditos recíprocos existentes entre CERON e estado de Rondônia iniciou-se em 2018 pela

Por falta de compromissos com Porto Velho, Assembleia Legislativa reavalia projeto de expansão das usinas do Madeira

Por falta de compromissos com Porto Velho, Assembleia Legislativa reavalia projeto de expansão das usinas do Madeira

Os deputados estaduais de Rondônia estão reavaliando as concessões legais para o projeto de expansão da usina de Santo Antônio no rio Madeira. A Cas