Porto Velho (RO) terça-feira, 1 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

EMPREGABILIDADE - João Antonio Pagliosa


EMPREGABILIDADE - João Antonio Pagliosa - Gente de Opinião

João Antonio Pagliosa


A sociedade brasileira está fazendo muito pouco para aumentar a empregabilidade no país.... Treze milhões de desempregados, e no mínimo 11 milhões de subempregados, parece não preocupar muito nossos cidadãos empregados, nossos empresários, nossas autoridades políticas de todos os níveis.

Muitos estão sem condição nenhuma de prover seus próprios lares, e isso é extremamente injusto, e de uma falta de humanidade atroz.

A crise econômica começa a arrefecer, porém ainda é tênue a recuperação em alguns setores e a recessão ainda continua.

O estrago provocado pelos políticos nos últimos quinze anos foi de lascar!

Muitas pessoas só estão comprando o essencialmente básico, uma vez que o dinheiro é muito curto.

Nosso PIB é pequeno demais para o consumo do povo brasileiro e o crédito estancou porque o credor gastou além do que poderia. As pessoas, regra geral, ostentam o que não podem ostentar. É preciso repensar seu "modus vivendi"... É preciso cair na real!

 E eu só vejo gente correr atrás de concursos públicos... E o Estado só se agiganta e compromete cada vez mais o seu caixa. Esta cifra enorme de desemprego tem causas que precisam ser compreendidas e superadas.

O desemprego natural de um país precisa estar numa faixa de 4% a 6%, no máximo, e o sistema econômico, por si só, tende a eliminar o desemprego, (Se o Estado não intervir demasiado, evidentemente).

Por que o desemprego não está diminuindo se a economia começa a dar sinais de recuperação?

A principal razão é o gigantismo do Estado!

Quanto mais o Estado se mete na economia, mais ele atrapalha o sistema econômico. E isso se reflete quase imediatamente na vida do cidadão!

Empresas Públicas constituem um erro! Elas não são necessárias! Precisamos privatizar todas as Estatais porque elas são um antro de homens corruptos!

A Justiça do Trabalho extorque o patrão de longa data!

Extorque até a dona de casa que dá emprego com carteira assinada, e isso gera um desconforto tal que patrões eliminam empregos sempre que possam... Eles sabem que não escaparão do prejuízo no final de cada contrato de trabalho.

A regulação em vigor fortalece a ameaça que é a rotineira visita de um simples fiscal do trabalho nas Empresas. Como vimos por ocasião da Operação Carne Fraca, isso propicia inúmeras situações de extorsão sobre produtores e empresas. E isso é terrível para nossa economia!

Urge MUDAR! Porque há uma completa inversão de valores no sistema.Para que aqueles que possam empregar, de fato empreguem! Para aqueles que podem aumentar a produção, de fato aumentem!

E pessoas com menor escolaridade e menor treinamento são os que mais sofrem com a destruição de vagas. Esses estão condenados a ficar à margem do processo econômico.

O gigantismo do Estado obriga-o a tributação pesada, e isso impossibilita ou dificulta a formação de poupança nas Empresas, para investimento futuro. Aliados aos riscos jurídicos, decorrentes da Justiça Trabalhista, muitos empresários não tem nenhuma disposição de ofertar emprego.

Muitas políticas econômicas socialistas foram implementas sob o discurso de aumentar o emprego e a renda dos trabalhadores. Essas políticas conseguiram exatamente o efeito contrário.

A economia precisa liberdade para funcionar a contento! Precisamos reduzir a carga tributária, reduzir a regulação e essencialmente acabar com a CLT, criando algo novo e compatível para empregado e para empregador.

A contribuição sindical obrigatória é um escárnio!

Há riqueza para todos... É preciso trabalhar e saber dividir com sabedoria...

João Antonio Pagliosa

www.palestrantejoaopagliosa.blogspot.com.br

Curitiba, 10 de abril de 2017

Mais Sobre Opinião

Sua Excelência a abstenção

Sua Excelência a abstenção

Independente de quem saía consagrado das urnas no segundo turno do pleito para a prefeitura de Porto Velho (Hildon Chaves ou Cristiane Lopes), certo

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Até o momento, ao que tudo indica, parece que a definição sobre quem será o próximo prefeito ou prefeita de Porto Velho é “favas contadas”. O atual

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Recebi de um amigo um vídeo em que o candidato à prefeitura de Porto Velho, Vinicius Miguel - em quem votei no primeiro turno da eleição de domingo (1