Porto Velho (RO) domingo, 25 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Dr. Ricardo Rodrigues, no Papo News desta semana


Rondoniense de Ariquemes, apesar de ter apenas 32 anos, já apresenta um extenso currículo extenso apesar da pouca idade. Formado em direito, em 2002, Ricardo advogou e se tornou procurador geral do Município de Ariquemes. Também foi secretário municipal de segurança e trânsito e coordenador do fundo municipal de saúde. Em 2008, ingressou na Academia de Polícia Civil e tomou posse no ano seguinte como delegadoDr. Ricardo Rodrigues, no Papo News desta semana - Gente de Opinião de polícia. Trabalhou como delegado titular na 2ª e 1ª DP de Ariquemes. Desde janeiro de 2011 está em Porto Velho, quando assumiu o cargo de secretário adjunto de segurança com a posse de Confúcio Moura no governo de Rondônia. Em dezembro do ano passado assumiu a titularidade da Secretaria de Estado da Saúde.

Durante a entrevista, Ricardo fala de sua infância em Ariquemes, sua vida de estudante em Uberlândia, seu namoro e casamento, o nascimento de sua filha, sua pretensão inicial de se formar em mecatrônica e as razoes que o levaram a optar pelo Direito, quando seus pais e irmã são graduados em Medicina.

Quanto ao novo desafio de gerir a Saúde de Rondônia, sendo já o terceiro secretário em apenas um ano, Ricardo ressaltou que não é uma tarefa fácil e que demanda resoluções urgentes. Mas que está disposto a enfrentá-lo com o melhor do seu talento, preparo e inteligência, apoiado por uma equipe motivada pelas propostas do governador Confúcio Moura.

O Papo News com o Dr. Ricardo Souza Rodrigues, Secretário de Estado da Saúde de Rondônia é nesta sexta-feira, às 10:00 horas na Record News, canal 58, e no sábado, às 11:30 horas, na TV Candelária, canal 11, com transmissão via satélite para todo o estado, com o apoio cultural da Santo Antônio Energia.


Fonte: Sérgio Mello

Mais Sobre Opinião

A fogueira das vaidades

A fogueira das vaidades

O que até agora era bravata, “não é insulto, é o jeito dele”

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.