Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

DESAFIO NOVO: MEIO AMBIENTE E O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO


DESAFIO NOVO: MEIO AMBIENTE E O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO  - Gente de OpiniãoA floresta tem vida singular. E tudo se agoniza com o fogo. E fogo é uma ameaça constante e perversa. Do alto se estica mais alto a castanheira para ver a floresta por cima. Pura vaidade de se impor com árvore soberana. A respiração do mato, o calor fermentado do manto de folhas apodrecidas, dos fungos, das cascas, dos cocos.

Ela é tudo isto movida pela energia do mundo. Da própria matéria em movimento, de tudo que pode se transformar e ainda mais no imenso desafio do homem diante de tanta grandeza e do Estado tãol pequena para conter a fúria devastadora que tem à frente.

Ser um Estado diferente, quer dizer viver, amar e preservar. Creio que chegou o momento de uma insurgência coletiva ou pelo menos daqueles de mínima consciência pela preservação de um direito de todos. O de respirar melhor e ter água perene para beber e mover as engrenagens da natureza. Rebelar-se para construir algo de novo e transformador em Rondônia. Tendo como base e fundamento a preservação das florestas em pé. A convivência do homem responsável com o meio ambiente. E chamar todo mundo para dentro de Rondônia com um pensamento rabatizado.

Nossos rios não precisam secar. E nem desmentir a fé dos nossos pioneiros que pescavam neles. Subiam e desciam de canoas. Muitos dos nossos rios agonizam. O Rio Jaru é um deles.


DESAFIO NOVO: MEIO AMBIENTE E O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO  - Gente de Opinião(Foto de Ariquemes. Entrega na Câmara de Vereadores de Autex – Autorização para extração de madeira manejada) Creio que seja a primeira vez que se faz isto em Rondônia. É assim que eu quero se faça e mais que seja um setor de transparencia absoluta.

Cada município pode e deve cooperar com a política ambiental. Fazer o seu padaço rápido e eficiente. Na base da confiança. A SEDAM dá a tarefa e a responsabilidade. Cada um terá o seu desafio territorial. O município pode ficar sujo na política ambiental, desde que se desmereça por completo em práticas perversas. E perderá o benefício concedido de legislar sobre o meio ambiente, retroage e se atrasa.

Os engenheiros florestais, biólogos, engenheiros ambientais e variedades de nomes equivalentes, químicos, físicos, geográfos, cartógrafos e por aí vai, mais os técnicos ambientais e florestais – o Estado abre os seus braços para todos. Ofereceremos oportunidades para os seus escritórios poderem trabalhar de maneira transparente. Até mesmo contratar serviços por concessão para determinadas atividades meio. E vamos por aí. Todos para construir uma Rondônia muito especial.


Fonte: Blog do Confúcio
 

Mais Sobre Opinião

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual

Vagalumes nas trevas

Vagalumes nas trevas

Mas as trevas não são absolutas: há estrelas, há vagalumes, há réstias de luz