Porto Velho (RO) sábado, 5 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Capa do jornal Diário da Amazônia


Capa do jornal Diário da Amazônia - Gente de Opinião

Dezembro é o mês mais esperado pelos lojistas, principalmente em razão do 13° salário que impulsiona as compras natalinas. Com o dinheiro extra, parte dos brasileiros aproveitam para presentear familiares e amigos. Mas, em Porto Velho, as vendas esse ano não superaram os números do ano passado.

A perspectiva da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio) era registrar crescimento de 6% nas vendas desse ano, uma vez que o percentual de famílias endividadas na Capital caiu de 60,6% em setembro, para 57,1% em outubro, ou seja, -5,8%, atingindo o menor patamar nos últimos 12 meses.

De acordo com o gerente de uma loja, Wilson Andrade, os altos índices de violência dos últimos dias inibiram a presença dos clientes nas lojas. “Com certeza as pessoas ficaram com medo de sair de casa. Depois daquela série de assassinatos na semana que antecedeu o Natal e aquele imprevisto que ocorreu no shopping, muitos deixaram de comprar”, disse Andrade.

Outro fator que indicava para um possível aumento nas vendas era os dados da Fecomércio apontando que o Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (ICEC) dos empresários de Rondônia subiu dos 125,0 pontos em setembro para 131,2 pontos em outubro, o que quer dizer que a confiança dos empresários do comércio aumentou 4,9% em relação ao mês passado e 2% em relação ao mês de outubro de 2012.

Centro comercial teve 40% de queda nas vendas

A gerente de uma loja na avenida Sete de Setembro, principal zona comercial de Porto Velho, Shirlei dos Santos, também credita à insegurança a responsabilidade de a loja registrar 40% de queda nas vendas do período natalino deste ano, comparado com o ano passado. “Temos duas lojas, uma na Sete de Setembro e outra no Shopping, e ambas registraram uma queda grande nas vendas. Para ter uma ideia, nos últimos dias que antecederam o Natal, a Sete de Setembro estava vazia. Na loja do Shopping, que a gente pensava que iria vender mais, teve queda ainda maior devido o incidente com ladrões e tiros”, afirmou Shirlei.

Para o gerente de uma loja na aveniza Amador dos Reis, zona Leste da Capital, Wellington Jaques Pereira da Costa, o movimento só não está sendo menor em razão das trocas de presentes que impulsionam algumas vendas a mais. “O importante é cativar o cliente para no momento da troca ele sempre levar outro produto ou trocar pagando a diferença”, finalizou Costa.

Para a gerente de outra loja na avenida Sete de Setembro, Marilene Noleto, as vendas também não superaram o mesmo período do ano passado. “A gente esperava muito mais desse Natal. Ainda conseguimos vender bastante no ‘Domingão da Sete’ e na terça-feira, véspera de Natal. Como sempre o brasileiro deixa para última hora, mas não superamos as vendas de 2012”, destacou Marilene.

Aumenta compra pela internet

Se por um lado as compras no comércio não fooram o esperado, as vendas pela internet movimentaram o mercado. De acordo com os Correios, apenas no dia 16 de dezembro foram realizadas 2.700 entregas na cidade.

O gerente de Planejamento Hill Jhone relata ainda que a média de encomendas tem sido de 2.400 por dia em Porto Velho, com aumento de aproximadamente 13% em dezembro, sendo que a medida em que se aproxima o final do ano também aumenta o número de cargas.

No último dia 29 de novembro, o Friday Black – tradicional dia de descontos do comércio americano – que está na quarta edição no Brasil, também levou os rondonienses às compras pela internet, aumentando consideravelmente o número de entregas de encomendas na Capital.

 
TEXTO: Paulo dos Santos FOTO: Roni Carvalho/Diário da Amazônia
Email: [email protected]
Twitter: @DiarioAmazonia – Facebook: Diário da Amazônia


 

Mais Sobre Opinião

Eleição para a mesa diretora da Câmara – grupo dos 14 continua unido

Eleição para a mesa diretora da Câmara – grupo dos 14 continua unido

A escolha da futura mesa diretora da Câmara Municipal de Porto Velho acontecerá no dia 1 de janeiro do ano que vem, mas as articulações de vereadore

Agora que a eleição acabou é hora de mostrar serviço

Agora que a eleição acabou é hora de mostrar serviço

Agora que as urnas tiveram a sua voz silenciada pelo término da contagem dos votos ali recolhidos na consulta popular de novembro – um trabalho, dig

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara