Porto Velho (RO) terça-feira, 1 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

CÃES; Sem controle tomam conta da cidade - Por Lúcio Albuquerque


 
Lúcio Albuquerque, repórter

CÃES; Sem controle tomam conta da cidade - Por Lúcio Albuquerque - Gente de Opinião
Morador tem dificuldade em sair de casa com uma matilha acampada no portão


Disputando a preferência de fêmeas no cio ou só circulando por qualquer local de Porto Velho, uma enorme quantidade de cães tomou conta das ruas da capital, gerando muitas reclamações tanto de pessoas que dizem já terem sido ameaçadas pelos animais quanto pelo temor de que isso possa provocar um surto de hidrofobia.

“Eu tenho medo” – disse o jornalista José Souza, lembrando que já foi mordido por um cão e teve, por isso, de tomar mais de 10 injeções, e numa época em que estava viajando muito. Ele reclama ainda da falta que a “carrocinha” faz.

CÃES; Sem controle tomam conta da cidade - Por Lúcio Albuquerque - Gente de Opinião
Na disputa pela fêmea os cães atravessam o riacho bem próximo à rodoviária da capital

É só conversar com as pessoas nas ruas, e a queixa continua, especialmente porque com o fim da atividade da “carrocinha” que recolhia os animais e levava para o canil municipal, houve uma proliferação de cães de todos os tipos, “e a gente nem tem para quem reclamar, porque se alguém propuser esterilização vão acabar querendo processar quem reclama”, disse Pedro André, morador do Bairro JK.

Mas não é só nos mercados ou pelas ruas de bairros afastados que a presença grande de cães, e também de gatos, gera reclamações. “Os gatos também proliferam na mesma medida de que acabou o recolhimento que era feito antes”, disse Pedro André.

Um dos locais onde é comum se encontrar cães abandonados é no Espaço Alternativo, local muito frequentado por pessoas de todas as idades, onde outro problema é recorrente: há quem vá àquele local levando seus animais e circulam com eles, muitos com atitudes agressivas, sem mordaça nem coleira.

No “Espaço” ainda há um problema maior: já houve vários casos de pessoas que levam os cães e soltam. Numa das situações estão os pequenos, que correm o risco de serem atropelados por ciclistas ou skatistas, podendo causar um acidente grave.

Pior são os cães de grande porte, levados para ali, e deixados soltos ou conduzidos por crianças que podem ser arrastadas pelos animais. Nos dois casos é comum que os cães defequem e seus proprietários deixam as fezes lá mesmo, até porque não há qualquer tipo de fiscalização no local.

Mais Sobre Opinião

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara

Sua Excelência a abstenção

Sua Excelência a abstenção

Independente de quem saía consagrado das urnas no segundo turno do pleito para a prefeitura de Porto Velho (Hildon Chaves ou Cristiane Lopes), certo

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho