Porto Velho (RO) sexta-feira, 23 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

As promoções virtuais


As promoções virtuais - Gente de Opinião

Se quiser ter a revolta de um consumidor, dê a ele qualquer tipo de prejuízo. Se quiser tê-lo como seu aliado, ofereça-lhe vantagens. Há uma linha tênue entre o que oferecer e o que não oferecer em brindese brindes promocionaispara os novos clientes que sua empresa pretende conquistar, principalmente na internet.

O marketing digitalbem feito, focado em links patrocinadose campanhas virtuais, coloca o nome da sua empresa entre as primeiras do Google. No entanto, é preciso ter uma prestação de serviço muito bem feita e atuação direta ao lado de quem você quer fisgar.

O que acontece hoje em dia é que algumas empresas enxergam nos brindesuma arma 100% infalível para atrair as atenções para seu produto. E o problema mora justamente nesse ponto. O “dar”, pura e simplesmente, faz com que o consumidor fique extasiado por alguns minutos com a vantagem que recebeu e, algum tempo depois, revolte-se com a cobrança de um serviço.

Temos, principalmente no Brasil, o vício em achar que promoções significam evolução e crescimento empresarial. O resultado, que na maioria das vezes mostra-se contrário, afasta os bons clientes e atrai compradores esporádicos.

É o que acontece com sites de compras coletivas, por exemplo. As promoções para restaurantes e outros serviços são direcionados para suprir uma demanda fraca ou inexistente em algum dia da semana. Nas primeiras semanas, os consumidores comparecem aos locais com o bônus e pagam entre 30% a 70%. A exigência da prestação de serviço, no entanto, não diminui e quando o empresário tentar cobrar seu preço normal nesses dias, refletirá diretamente na revolta desses novos clientes que acostumaram pagar barato.

No outro lado da balança, vem uma sacada inteligente, com promoções concretas de que o consumidor vai se dar bem e tem a oportunidade de conhecer o que a empresa oferece. Vou citar um exemplo aleatório, que por coincidência conheci nesta semana.

Um hipermercado está sorteando uma viagem para o exterior, onde o consumidor concorre com um número a cada R$ 30 em compras. Entendeu??? A vantagem é obtida com a compra. Quanto mais consome, mais chances tem de concorrer a prêmio. E o cadastro pode ser via internet.

Ao entrar no site da empresa, o consumidor pode cadastrar seus códigos e visitar os departamentos de serviços, onde também pode adquirir ou comprar algum produto. É uma campanha inteligente, onde não há o risco de denegrir o nome da empresa e nem ser acusada de estar vendendo um serviço falso. Um gol de placa que faz a parceria perfeita entre empresa física e virtual andar de mãos dadas e não corre o risco de fracassar nas empreitadas. Pense nisso!

Qual a sua opinião sobre o assunto? Entre em meu site e deixe o seu comentário: www.fabiogrinberg.com.br

 

Mais Sobre Opinião

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.