Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Wankabuki em última 'Invasão'


A décima edição do Projeto Invadindo a Praça tem data e local marcados. Acontece no sábado, 10, na Praça Padre Ângelo Spadari (centro Vilhena), a partir das 19h. Essa será a última edição do projeto que levou a magia do teatro aos quatro cantos de Vilhena.

As apresentações deste sábado contarão com espetáculos de palhaçaria, malabarismo, performances e música ao vivo, além de outras divertidas atrações. O evento também marcará o encerramento das atividades do Grupo de Teatro Wankabuki para este ano.

O Projeto Invadindo a Praça, coordenado pela Associação de Teatro e Educação Wankabuki, tem patrocínio do Banco da Amazônia. Além disso, conta com apoio do Ponto de Cultura Cone Sul Plural.

De acordo com a diretora do Wankabuki, Valdete Sousa, os objetivos do projeto foram cumpridos. “A principal finalidade do Invadindo era levar o teatro a pessoas mais diversas, que já tiveram e, especialmente, que ainda não havia tido contato com a arte teatral e isso o Grupo conseguiu, passamos por todas as regiões da cidade”, declarou Valdete.

Outro objetivo do projeto que também concretizado foi a formação de novos atores. Neste ano, foram realizadas duas oficinas teatrais, a oficina Cena Aberta. Das quais surgiram inclusive, novos componentes para o grupo.

Quem teve oportunidade de pela primeira vez ter acesso a eventos do gênero, também pode se divertir muito. É caso de Sabrina Miranda, 10 anos, que acompanhou algumas das edições do Invadindo. “Acho muito divertido tudo. Eu nunca tinha visto malabares, palhaços e teatro.”, declarou a garota.

EVENTO: Invadindo a Praça
LOCAL: Praça Padre Ângelo Spadari
DATA: 10/12/2011
HORA: 19h


Fonte:  Ascom
 

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento