Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Municípios

Vereadores ameaçam de quebrar monopólio de empresa de ônibus


Os vereadores de Candeias estão revoltados com a falta de ônibus do transporte coletivo que faz a população daquele município penar diariamente. O principal problema é na locomoção dos passageiros da cidade até a capital, Porto Velho. O número insuficiente de coletivos, somada aos atrasos constantes, e ao estado penoso dos ônibus, sujos e 'quebrados', deixam a população no limbo e com revoltante expectativa.
Na última sexta-feira, durante sessão plenária a reivindicações foram apresentadas, e os edis, tomando as dores, ameaçam com quebrar o monopólio da empresa que atua na região, caso os problemas de insuficiência de veículos e atrasos constantes no serviço não sejam extinguidos de uma vez. "Se a empresa não consegue atender, satisfatoriamente, a comunidade Candeias a concessão para operar no município tem que ser revisada", observou o presidente da Câmara, Dejalma da Silva.  
"Estou revoltado com a situação. Muitos estudantes deixam de assistir as aulas por causa da falta de transporte", denunciou o vereador Benjamim Pereira, o Benjim. O parlamentar alega que o número de ônibus da frota para realizar é insuficiente e não estão cumprindo o itinerário adequadamente.
Benjim disse, inclusive, que colocará em pauta em futuras sessões a requisição de transporte coletivo para os universitários que moram em Triunfo e nas Linhas poderem freqüentar as universidades de Porto Velho. "É justo que os estudantes universitários tenham num lugar de difícil acesso, o beneficio do transporte publico livre e até a faculdade. Muitos que residem no setor rural deixam de ingressar na universidade por causa do empecilho de locomoção", salientou.
A vereadora Sângela Amorim Guerra não deixou barato e também cobrou solução imediata para a falência no transporte público de Candeias. "O município deu todas as chances para que a empresa de ônibus trabalhasse. Garantiu garagem na cidade. Até redução de impostos. Mas parece que isso tudo é pouco ainda para que o serviço seja de melhor qualidade", desabafou.

Gente de OpiniãoDomingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Obras do novo terminal avançam na em Porto Velho

Obras do novo terminal avançam na em Porto Velho

De quatro a seis meses é a estimativa do tempo que falta para a nova rodoviária, a mais esperada obra de Porto Velho a ser entregue à população. O anú

Implantação de sistemas de controle e busca de medicamentos mudou a realidade da farmácia de Porto Velho

Implantação de sistemas de controle e busca de medicamentos mudou a realidade da farmácia de Porto Velho

Os investimentos empregados pela Prefeitura de Porto Velho proporcionaram para a população avanços e melhorias em diversas áreas da saúde, e uma delas

Gente de Opinião Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)