Porto Velho (RO) quarta-feira, 30 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Testoni cobra balanças mecânicas


Ivalda Marrocos

O deputado Alex Testoni, do PTN, cobrou, ontem (27) da tribuna  durante a sessão plenária na Assembléia Legislativa,  a aplicação da Lei 1724/07, que obriga aos matadouros e frigoríficos a instalar balança mecânica ou terminal de pesagem blindado. O equipamento  é necessário, segundo o parlamentar, para realizar a contra-prova com as balanças eletrônicas usuais.
 
A lei, de autoria do deputado, já foi sancionada pelo governador do Estado, Ivo Cassol. Alex Testoni  colheu assinaturas dos demais parlamentares presentes à sessão plenária no Ofício nº 233/GVP/07, que será encaminhado, hoje, ao Ministério Público do Estado.
No documento o Poder Legislativo destaca que os matadouros e frigoríficos já foram notificados da irregularidade no dia oito de maio, através da SEAPES (Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento,  Produção e Desenvolvimento). Indignado com o descaso dos matadouros e frigoríficos, Testoni apontou que a situação prejudica, gravemente, os produtores pecuaristas. “ É mais fácil  pagar a multa do que instalar a balança da contra-prova”, afirmou  o deputado.
 
Alex Testoni disse também que os pecuaristas está reclamando do preço da arrouba  do boi gordo em Rondônia. “Temos  no estado uma carne da melhor qualidade. Nosso boi é o chamado boi verde. A média da arroba em Rondônia  custa, atualmente, R$ 58,00, enquanto que em São Paulo, o preço médio é pago em R$ 75,00.  É uma situação grave. Os pecuaristas rondonienses estão sendo lesados em  19%. Isto é cartel”, disse.
 
Os deputados Jesualdo Pires (PPS), Tiziu  Jidalias (PMDB) e Neri Firigolo, (PT) manifestaram em aparte apoio às declarações de Testoni. Jesualdo Pires enfatizou que a lei que determina os banheiros públicos nos estabelecimentos bancários também não está sendo cumprida. “O desrepeito com o público é tanto, que se quer, houve resposta dos bancos a questionamentos judiciais. Os bancos ganham milhões de lucro e deveriam ser os maiores interessados em tratar bem seus clientes”.   O deputado Tiziu destacaou que a guerra contra o descumprimento da lei que resguarda os pecuaristas é “uma causa da Assembléia Legislativa”. Para o parlamentar peemedebista , a iniciativa  do deputado Terstoni em acionar parceria com o MPE para exigência da aplicação da lei é apropriada. Neri Firigolo cobrou a arrecadação da IDARON. Segundo o parlamentar petista os pecuaristas pagam R$ 2,00 por cabeça para suprir todas taxas legais nas suas transações comerciais. Ao final do ano isso significa R$500 mil em arrecadação.

Fonte: Decom

Mais Sobre Municípios

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), coordenadora do Comitê Municipal de Segurança Viária, realizou na última sexta-feira (25) o encerramento d

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç