Porto Velho (RO) quinta-feira, 1 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Raupp e Marinha debatem em audiência pública construção da Ponte de G.Mirim



“Vamos assegurar junto ao orçamento da União os recursos necessários à construção da ponte sobre o rio Mamoré, em Guajará-Mirim”. Foi o que disse o senador, Valdir Raupp (RO), durante a audiência pública ocorrida na manhã de ontem (7)), na Câmara de Vereadores de Guajará-Mirim, e que se destinou ao debate em torno da construção da referida ponte pelo governo federal. Da audiência também participaram a deputada federal Marinha (PMDB-RO), o diretor de Planejamento do DNIT, Miguel Sousa, o prefeito Atalíbio Pregorine, a senadora Fátima Cleide( PT) além de representantes da sociedade civil organizada. 

Clique e assista maquete eletrônica da futura ponte no OpiniaoTV.
Raupp e Marinha debatem em audiência pública construção da Ponte de G.Mirim  - Gente de Opinião


O senador destacou que a sua ação e da deputada federal, Marinha Raupp (PMDB-RO), em Brasília, será intensificada visando viabilizar os recursos que o Departamento Nacional de Infra-Estrutura Terrestre (DNIT precisará para a referida obra.

Ele lembrou que juntamente com a deputada participou, em dezembro de 2007, da apresentação do projeto da ponte sobre o rio Mamoré, em Guajará-Mirim feito na Associação Comercial e que reuniu representantes do DNIT, presidente do SEBRAE/RO e dirigentes da Associação Comercial de Guarajá-Mirim, além de representantes de setores produtivos regionais e o bispo diocesano, Dom Geraldo Verdier, que afirmou ser a “obra a esperança que renasce para o povo de Guajará-Mirim”. Hoje, a obra está mais próxima de ser executada já que o governo federal trabalha com a possibilidade de iniciá-la em 2010. disse. 

Raupp informou também que está relatando no Senado Federal o projeto de Lei 696/2007, que federaliza as estradas dos estados de Goiás, Mato Grosso e Rondônia e estabelece um novo traçado para a BR-080. O projeto original de autoria do senador Jayme Campos teve mudanças na Câmara dos Deputadas, através de um substitutivo da deputada Marinha Raupp que incluiu novos municípios rondonienses no traçado da BR-080. 

Raupp e Marinha debatem em audiência pública construção da Ponte de G.Mirim  - Gente de Opinião“O meu relatório está pronto e aguarda a inclusão na pauta da Comissão de Infra-Estrutura’', frisou o senador.

Enquanto relatora do Projeto de Lei 3.129/2008, na Comissão de Viação e Transporte, a deputada Marinha Raupp garantiu a inclusão dos municípios de Machadinho do Oeste (entroncamento com a BR-364), Buritis, Nova Mamoré e Guajará-Mirim (Fronteira com a Bolívia) no novo traçado da BR-080, e consequentemente, no Plano Nacional de Viação (Lei 5.917/1973). Para a parlamentar, o prolongamento da rodovia até fronteira com a Bolívia garantirá o fortalecimento dos laços econômicos entre os dois países, promovendo o desenvolvimento da região oeste do estado de Rondônia.

Sobre a construção da ponte binacional que ligará o Brasil à Bolívia, Marinha Raupp afirmou que a obra irá fortalecer a ligação política, econômica e de transportes entre os dois países, promovendo a integração física da América do Sul. "A ponte trará benefícios para a população de Guajará-Mirim e de todo o estado de Rondônia, pois facilitará a locomoção e os intercâmbios comerciais por meio de melhores condições de acessibilidade, entre Brasil e Bolívia", afirmou. CLIQUE E ASSISTA A ENTREVISTA DE MIGUEL DE SOUZA SOBRE A FUTURA PONTE DO RIO MADEIRA EM PORTO VELHO - RO.

Fonte: Ribamar Rodrigues 
 

Mais Sobre Municípios

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), coordenadora do Comitê Municipal de Segurança Viária, realizou na última sexta-feira (25) o encerramento d

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç