Porto Velho (RO) segunda-feira, 3 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Prefeitura de Porto Velho recebe primeira parcela do auxílio financeiro do governo federal

Ao todo, Porto Velho receberá R$ 75.306.623,32, que serão divididos em quatro parcelas para compensar a queda de receita


Prefeitura de Porto Velho recebe primeira parcela do auxílio financeiro do governo federal - Gente de Opinião
A Prefeitura de Porto Velho recebeu na semana passada (9) a primeira parcela do Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM), oriundos do Governo Federal. O recurso decorre da Lei Complementar (LC) 173/2020, que instituiu o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus e oferece auxílio financeiro aos estados, Distrito Federal e municípios durante a pandemia. Ao todo, Porto Velho receberá R$ 75.306.623,32, que serão divididos em quatro parcelas, que vão atuar de forma compensatória sobre a queda de receitas neste período de pandemia. 

Está incluso também no montante recebido, o recurso destinado ao combate à Covid-19, sendo de R$ 1.917.416,31 que deve, obrigatoriamente, ser aplicação na área de saúde e assistência social, conforme prevê a Portaria Federal 774/2020 de 9 de abril de 2020. Outras três parcelas serão recebidas para este fim, somando R$ 7.669.665,24, ou seja, 10% do valor bruto recebido.

O prefeito da Capital, Hildon Chaves, reconhece a dificuldade do momento pelos gestores e aponta a necessitante do suporte da União. “A pandemia abalou os cofres da municipalidade, pois vários setores pararam e, apenas o funcionamento exclusivo de serviços fundamentais estava liberado. Com isso, o consumo diminui e, com isso, a receita do município também através da arrecadação dos impostos. Este apoio contribui bastante para um novo fôlego à economia”, disse.

 COMPENSAÇÃO

Ainda de acordo com o prefeito, a LC 173/2020, contribui na reestruturação financeira do município. Para isso, um total de R$ 16.909.239,52 nesta primeira fase é recurso livre para compensar a queda de receita, em especial do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).
“Esse valor não precisa ser utilizado somente no combate a pandemia, podendo ser utilizado de forma livre pelo executivo, conforme demandas", reiterou Hildon lembrando que, ao todo, serão aplicados R$ 67.636.958,08, somando as quatro parcelas.

TRANSPARÊNCIA

Os recursos são geridos pela Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz). O titular da pasta, João Altair, reforçou o compromisso com a transparência e a responsabilidade na aplicação dos valores. “Estamos fazendo e iremos fazer o bom uso desta verba recebida, com bastante critério em sua aplicação. Estamos sempre a disposição para consultas e, principalmente, através do Portal da Transparência onde detalhamos cada centavo”, disse.

Mais Sobre Municípios

Nova Mamoré desburocratiza e consulta prévia para abertura de empresas acontecerá em poucos segundos

Nova Mamoré desburocratiza e consulta prévia para abertura de empresas acontecerá em poucos segundos

Nova Mamoré, cidade distante cerca de 280 quilômetros de Porto velho, capital de Rondônia, acaba de se tornar o primeiro município do estado a implant

Ministro do Meio Ambiente faz vídeo citando entrega da segunda remessa de contentores de lixo para Vilhena

Ministro do Meio Ambiente faz vídeo citando entrega da segunda remessa de contentores de lixo para Vilhena

A Prefeitura recebeu nesta sexta-feira, 31 de julho, 259 contentores de resíduos pelo projeto “Coleta Mecanizada Solidária”, desenvolvido pelo Serviço

Prefeito Hildon Chaves autoriza reforma de cinco unidades de saúde e Lar do Bebê

Prefeito Hildon Chaves autoriza reforma de cinco unidades de saúde e Lar do Bebê

Nesta sexta-feira (31), o prefeito Hildon Chaves assinou ordem de serviço para reforma de cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS) e também do Lar do Beb

Cacoal é destaque nacional em sustentabilidade da água na região Norte

Cacoal é destaque nacional em sustentabilidade da água na região Norte

Cacoal representando o Estado de Rondônia ficou em 4º lugar no ranking da votação popular e foi destaque da Região Norte em sustentabilidade da água