Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Prefeitos reunidos para discutir saúde pública


Os prefeitos do Estado de Rondônia se reuniram em Ouro Preto do Oeste no auditório da Câmara Municipal. O principal objetivo da reunião foi discutir a problemática da Saúde no Estado, e montar a nova estrutura para os trabalhos da AROM (Associação Rondoniense Municipal).

A AROM, que tem como presidente o prefeito de Ji-Paraná, José de Abreu Bianco, criou uma comissão para analisar a situação da saúde pública em Rondônia. Depois de vários meses de pesquisa e ouvindo opiniões dos mais diversos profissionais da saúde, o prefeito Confúcio Aires Moura, presidente da comissão, apresentou nesta manhã o relatório dos dados apurados.

Confúcio relatou que a comissão detectou uma distribuição de recursos injusta entre os estados brasileiros. Para ele a região amazônica, onde os hospitais ficam muito distantes do povo, deveria receber uma atenção diferenciada das grandes capitais do Brasil: "tem situações que um agente de saúde leva até dois dias para encaminhar um paciente ao hospital por meio de barcos, ou estradas ruins. Já em São Paulo, por exemplo, o paciente tem acesso rápido aos hospitais", argumentou Confúcio sugerindo que estas regiões distantes deveriam receber um investimento maior para levar qualidade de vida a população.

Para o secretário de Saúde do município de Ouro Preto, Almir Barbosa, a reunião tem como objetivo mostrar ao Estado dados concretos para que o Governo entre com uma contrapartida visando melhorar a Saúde Pública: "a União entra com aproximadamente 50%, o município com o mínimo de 15%, e o estado deve aumentar a sua participação em recursos.", disparou o Almir. (Colaboração de Ronivaldo/nossanoticia). Fonte: Correio Popular

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento