Porto Velho (RO) sábado, 26 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Prefeito fala da potencialidade da aquicultura de Rondônia


O município de Mirante da Serra – RO lidera em número de criadores de peixes. De acordo com o prefeito Vitorino Cherque, atualmente, mais de 1.500 piscicultores exportam Tambaqui para as capitais de Rondônia e Amazonas. A região central do Estado já é considerada a principal bacia hidrográfica para o desenvolvimento da aqüicultura.

Com a produção e comercialização de peixes, o município tem melhorado o índice de desenvolvimento do homem do campo e da zona urbana. A cidade passou a registrar crescimento considerável com o aumento da circulação de dinheiro e aquisição de bens por parte dos moradores.

Em razão de 50% de seu território estarem dentro do Parque Nacional do Pacaás Novos, Mirante passou a se utilizar dos recursos aquáticos naturais. A criação de peixes fomenta a economia local e evita o êxodo rural, incentivando a permanência dos habitantes na região.

O prefeito Vitorino também é produtor de peixe e defende o setor como o mais viável e lucrativo nas propriedades rurais de Rondônia na atualidade. Segundo o gestor, a prefeitura imprimiu política de incentivo aos produtores, fornecendo o apoio necessário.

Segundo o prefeito, a produção de peixes de todo o Estado é consumida em Porto Velho e Manaus e, ainda assim, a quantidade é insuficiente. A espécie que mais produz é o Tambaqui. No entanto, uma instrução especial do IBAMA autoriza Rondônia a produzir em cativeiro o Pirarucu.

Dentro de dez meses a um ano, a produção de peixe trás lucratividade que nenhum outro produto proporciona. Em menos de um ano, o Tambaqui atinge peso de mercado. O produtor que coloca alevinos pesando até 10gr cada, consegue retirar peixes com até 3kg, após dez 12 meses.

Com uma represa de 10 mil metros quadrados de lâmina de água, utilizando três metros de água para cada peixe, o produtor gira cerca de R$ 42 mil. Deste total, 50% é dissolvido na aquisição de ração, adubagem e mão de obra e o restante, cerca de R$ 21 mil fica de lucro ao produtor. A maioria dos produtores possui até três tanques na propriedade.

Fazendo um comparativo dos procedimentos desempenhados por quem trabalha com a criação de gado, suíno, frango e até com o plantio de milho, café, soja e outros grãos, o prefeito afirma que “não há rentabilidade maior que o peixe, atualmente. O produtor não precisa acordar de madrugada para tratar, basta alimentar duas vezes por dia e acompanhar a qualidade da água”.

Para incentivar o setor, a prefeitura de Mirante cedeu uma fábrica de gelo à associação dos produtores. Além disso, disponibiliza uma PC escavadeira hidráulica para abrir tanques, um caminhão baú e um trator com carroça, para transportar a produção das localidades de difícil acesso. Em parceria com o produtor, a prefeitura busca ração em grande quantidade de outros municípios para a região.

O Governo do Estado vem tentando aumentar a política de incentivo, para custear pelo menos a metade dos gastos com a construção dos tanques. Atualmente, o Governo oferece 80 horas máquinas. Para o prefeito, esse total poderia ser distribuído, onde cada produtor pudesse obter cerca de 15 a 20 horas, o que seria suficiente.

O setor ainda carece de infraestrutura. A prefeitura busca recursos junto ao Ministério da Integração Nacional para construção de pontes de concreto e galerias, para viabilizar o escoamento. A demanda, conforme frisou o gestor, já é de conhecimento do governo de Rondônia. As vicinais são danificadas porque recebem carretas com 25 toneladas de peixes e 25 toneladas de gelo.

Com apenas duas fábricas de ração para peixe em Rondônia, os produtores acabam pagando preço elevado. O ideal, na visão do prefeito, é a instalação de fabricadoras de ração na região central, onde as terras são férteis, generosas em águas turvas e com temperaturas adequadas para o crescimento rápido dos peixes.

Como todo mercado, a piscicultura também tem riscos, mas deve demorar a saturar. Na observação de Vitorino, ultimamente os rondonienses desenvolvem uma cultura de consumo de peixes, sem contar a absorção do produto pelo mercado de Manaus. Para o prefeito, quem produz alimento está sujeito a apenas fases de diminuição de ganhos, mas nunca deixa de lucrar.

Em confraternização, compartilhamento de ideias e experiências, os piscicultores de Mirante da Serra se reúnem na Festa do Peixe. A prefeitura é a organizadora do evento e, neste ano de 2012, acontecerá de 28 de abril a 01 de maio. Será a 3ª realização, com uma série de atrações e a participação de personalidades políticas e o prestígio de munícipes de várias partes de Rondônia.


Na capital

O prefeito Vitorino esteve em Porto Velho acompanhando o andamento de importantes projetos do município no DOSP, Caixa e DER. Ele passou pela sede da Associação Rondoniense de Municípios, onde recebeu esclarecimentos sobre a municipalidade e auxílios técnicos na elaboração de documentos a serem apresentados no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Nesta quinta-feira (23/02), na AROM, o prefeito preparou a documentação necessária para pleitear um financiamento junto ao BNDES e Caixa, para aquisição de máquinas para o município. O gestor também busca recurso junto ao Governo do Estado, para oferecer escrituração e registro gratuito no programa de regularização fundiária.

O prefeito enfatizou a relevância da atuação política e técnica da AROM. “Apesar de não fazer parte da Diretoria da entidade, sou membro ativo e efetivo e sempre encontro na associação o apoio necessário para sanar as dificuldades do município. Para mim, o presidente, prefeito Laerte Gomes tem conduzido a instituição de forma produtiva e que nos propicia rendimento na prestação do serviço público”, disse.

Fonte: AROM
 

Mais Sobre Municípios

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes – SEMTRAN, comunica à população que a avenida Cam