Porto Velho (RO) segunda-feira, 15 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Municípios

Prefeito e lideranças de Guajará-Mirim pedem apoio contra norma da Receita Federal


A aplicação de uma norma da Receita Federal, em vigor desde a década de 1990, mas somente agora implantada de fato, levou os comerciantes e empresários de Guajará-Mirim a buscarem apoio político contra a sua efetivação.

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), que esteve em Guajará nesta semana, se reuniu em seu gabinete com o prefeito, Cícero Noronha (DEM), acompanhado do presidente da Câmara, Sérgio Bouez (PSB), o presidente da Associação Comercial de Guajará, Márcio Badra, o diretor da entidade, Júlio Roque e o diretor do Sindicato dos Atacadistas (Singaro), Virgílio Gomes.

Na alegação deles, a obrigatoriedade de se fazer o transporte do que é comprado ou vendido com os vizinhos bolivianos em uma balsa, aumenta os custos, reduz a margem de lucros, cria novas responsabilidades aos comerciantes e reduz a agilidade nas transações.

"As mercadorias vendidas para os bolivianos eram entregues na beira do rio, com o transporte feito por embarcações dos compradores, que também faziam o desembaraço aduaneiro, no outro lado da fronteira. Ou seja, o empresário brasileiro cuidava da documentação e do transporte e entrega dos produtos, que eram levados em pequenas, médias ou grandes quantidades", relatou o prefeito.

Segundo Noronha, o comércio na região movimenta, por ano, cerca de R$ 200 milhões. "É um baque para o município, que já enfrenta outras tantas dificuldades. Agora, o transporte de mercadorias só pode ser feito pela balsa, com um custo maior e uma burocracia a mais no momento da descarga, no lado boliviano. Tem empresas que fazem pequenas vendas que não compensa pagar a balsa para fazer a travessia. É uma situação crítica".

Maurão disse que a Assembleia está à disposição para contribuir com uma solução para o problema, embora ele esteja sob a responsabilidade de um órgão federal. "Vamos acionar a nossa bancada federal. O senador Valdir Raupp (MDB) e a deputada federal Marinha Raupp (MDB), já atuam neste caso e esperamos uma definição, para que os comerciantes não continuem sendo prejudicados", completou.

O presidente da Assembleia, inclusive, usou a tribuna na sessão de terça-feira (15), para denunciar o caso e pedir apoio dos demais parlamentares para a causa. "Fui informado, inclusive, de que o transporte das pessoas em voadeiras deverá ser proibido ainda nesta semana, sendo permitido apenas pela balsa, o que causaria muitos problemas para quem vive dessa atividade", acrescentou Maurão.

Mais Sobre Municípios

O que é a Oficina SEI?

O que é a Oficina SEI?

SEBRAE OFERECE EM GUAJARÁ-MIRIM CAPACITAÇÃO AOS MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS

Sebrae incentiva a regularização de prestadores de serviços em Santa Luzia d’Oeste

Sebrae incentiva a regularização de prestadores de serviços em Santa Luzia d’Oeste

Em Santa Luzia d’Oeste, no dia 14 de setembro, os prestadores de serviço que atendem aos segmentos da construção civil participaram de encontro realiz

Morre o Padre Zezão em Ariquemes

Morre o Padre Zezão em Ariquemes

Nota de Pesar pelo falecimento de José Warckern (Padre Zezão)

FOLLADOR FAZ HOMENAGEM AO MUNICÍPIO DE ARIQUEMES

FOLLADOR FAZ HOMENAGEM AO MUNICÍPIO DE ARIQUEMES

Elevado a condição de município em 11 de outubro de 1977, Ariquemes comemora nesta quinta-feira (11) 41 anos de emancipação política e administrativa,