Porto Velho (RO) quarta-feira, 30 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

População de Rio Crespo revoltada com a adm. municipal


População de Rio Crespo revoltada com a adm. municipal - Gente de Opinião

Jocenir Santanna
Diário de Rondônia

O município de Rio Crespo vive um período negro na sua curta história de emancipação político-administrativa. O posto de saúde não possui remédios e não tem médicos suficientes para atender à população, os índices escolares estão em baixa no Ideb, o departamento de agricultura não tem condições de atender os agricultores e a secretaria de obras, inoperante, não consegue atender as reivindicações da população, nem na cidade e muito menos no interior. Nem o investimento do governo do estado, através do Fundo de Infraestrutura e Transportes e Habitação (Fitha) está sendo aplicado conforme o necessário, para poder atender a população.

Na cidade, as ruas esburacadas receberam um tapa-buracos que não resistiu à primeira chuva e no interior, a maioria das estradas estão intrafegáveis. Até o transporte escolar vem enfrentado dificuldade e algumas linhas não estão sendo atendidas.

Essas denúncias tem sido feitas constantemente por moradores que não aguentam mais a situação e se dizem cansados de pedir providências. “O prefeito nunca está na prefeitura. Ou está na fazenda dele ou está em Porto Velho. Como ele não mora na cidade (reside em Ariquemes) não estamos conseguindo saber o que está acontecendo” disse um dos representantes do moradores de uma linha rural que fica há menos de 10 quilômetros da sede do município, onde o transporte escolar tem deixado diversas crianças sem aula porque o ônibus não consegue chegar.

“Esperamos que o prefeito cuide mais do nosso município, já que ele fez de tudo para assumir a prefeitura quando a prefeita (Ediane Moreira) morreu e agora não vem dando conta do serviço. O prefeito tá dando muita atenção para a política e deixando a população de lado. No mandato dele até a prefeitura pegou fogo. Hoje não temos nem prefeito nem prefeitura”, destacou outro morador, que pediu para não se identificar por medo de represálias.

Desse jeito, seria melhor se a gente voltasse a pertencer à Ariquemes, pelo menos não estaríamos abandonados pela administração municipal e até o nosso prefeito ‘podia’ dizer que morava na cidade.

A revolta dos moradores também é direcionada aos vereadores do município que, segundo eles, ao invés de trabalhar ficam “caçando” confusão política e nada fazem pela população. “Esses vereadores, ao invés de defender o interesse do povo que elegeu eles ficam fazendo esse jogo sujo da política, tudo por interesse. Eles sabem de todas essas dificuldades que a população enfrenta, mas “não tiram o pé do chão para ajudar. Só querem saber do gordo salário no fim do mês e de fazer politicagem”. Os moradores de Rio Crespo já estão de cansados de pedir ajuda para os vereadores e nunca ter uma resposta para os seus problemas”- finalizou.
 

Mais Sobre Municípios

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), coordenadora do Comitê Municipal de Segurança Viária, realizou na última sexta-feira (25) o encerramento d

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç