Porto Velho (RO) quinta-feira, 6 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

PESCADORES PARALISAM A BR 364


Desde às 4h30 da manhã de hoje (segunda-feira, 9), está impedido o trânsito na rodovia BR 364, na altura do trevo de acesso a Colorado do Oeste, na RO 399. Neste momento (9h15), o congestionamento chega a 8 quilômetros. Há 148 carretas paradas no local, fora os carros, motos e dez ônibus com passageiros. Trata-se de um protesto promovido pela Colônia de Pescadores de Pimenteiras do Oeste (RO) por conta da Lei Estadual 1729, promulgada há 39 dias proibindo a pesca profissional no Rio Guaporé.
Pimenteiras é a cidade menos populosa de Rondônia, com cerca de 2 mil habitantes, e a colônia tem 129 pescadores registrados, além dos ribeirinhos que não são cadastrados. Calcula-se que pelo menos a metade da população dependa do setor. “Já tem gente passando fome neste mais de mês sem receber sequer um vintém”, assegura o presidente da Colônia, José Airton Vieira que, aos 48 anos, pesca desde os 12. Segundo ele, “não houve diálogo entre a Secretaria de Desenvolvimento Ambiental e os pescadores antes da promulgação da lei”.
A Colônia de Pimenteiras é regulamentada há 22 anos, sendo uma das três existentes ao longo de todo o Vale do Guaporé, num raio de 650 quilômetros. Todos os seus associados dispõem de carteiras profissionais, reconhecidas pela Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência da República.
Ainda de acordo José Airton, a proibição é inconstitucional, pois o governo do Estado não pode atuar sobre “um rio internacional”. O Guaporé divide Brasil e Bolívia.  O advogado Dejamir Ferreira da Costa, que dá apoio aos pescadores, alega que a lei estadual pode ser derrubada por uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI).
Há 12 dias os pescadores protocolaram um ofício junto ao Governo do Estado apresentando a problemática e pedindo solução para a crise. Eles querem que o Governo do Estado apresente uma proposta à categoria que, além de estar impedida de trabalhar, está endividada. Pelo menos 33 pescadores contraíram empréstimos junto ao Banco da Amazônia. Alguns  acabaram de obter o financiamento, que varia de R$ 15 mil a R$ 22 mil, com carência de três anos, para a aquisição de novas embarcações. “Eu peguei R$ 18 mil  e não usei o motor nem por 30 horas e aí veio essa lei de cima pra baixo, impedindo a gente de trabalhar”, reclama o pescador Mauro Moreira Neves.

PESCADORES PARALISAM A BR 364 - Gente de Opinião

Dentre os pescadores que paralisaram a rodovia, há uma mulher com malária, com um filho de sete meses nos braços, além idosos e criança que chegaram ontem à noite, por volta das 23h, na rodovia e acamparam na área. Mulheres do grupo improvisaram uma cozinha em um ponto de ônibus.
Houve bate-bocas e até ameaçadas da parte de caminhoneiros insatisfeitos com a paralisação. Alguns mais exaltados falaram até em incendiar um dos ônibus que “trancava” a rodovia. A Polícia Rodoviária Federal garantiu a segurança desde o primeiro momento. Já a Polícia Militar esteve na área por volta das 8h30 e orientou os manifestantes a liberarem o trânsito para ambulâncias e viaturas policiais (o que já vinha sendo feito). Mas os pescadores não permitiram sequer a passagem de uma juíza e de uma promotora de justiça que tiveram que retornar para Vilhena, a 10 km do local.
Reportagem: Júlio Olivar e Valdir Macário  - Fotos: Valdir Macário
 

PESCADORES PARALISAM A BR 364 - Gente de OpiniãoDeputado Alex Textoni rebate a Senadora Fátima Cleide

Mais Sobre Municípios

Iniciada as ações de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Rolim  de Moura

Iniciada as ações de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Rolim de Moura

A Secretária Municipal de Assistência Social de Rolim de Moura (RO) Sandra Miranda, informou que as ações para chamar atenção da sociedade rolimoure

ACR reivindica aumento do número de ônibus em Porto Velho

ACR reivindica aumento do número de ônibus em Porto Velho

A mais antiga e prestigiada associação comercial de nosso estado, a Associação Comercial de Rondônia-ACR, fundada em 30 de setembro de 1928, sob o n

Servidores da saúde de Porto Velho avaliam importância da rotina de dedicação

Servidores da saúde de Porto Velho avaliam importância da rotina de dedicação

O Dia do Trabalhador esse ano é diferente para muitos dos servidores do município de Porto Velho. A pandemia da Covid-19 mudou a rotina para quem atua

Internações por Covid-19 diminuem mais de 60% no Hospital Municipal de Ji Paraná

Internações por Covid-19 diminuem mais de 60% no Hospital Municipal de Ji Paraná

Nos últimos dias, o Hospital Municipal Dr. Claudionor Couto Roriz registrou uma queda de aproximadamente 60% no número de pacientes internados em tr