Porto Velho (RO) quinta-feira, 1 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Padre Ton diz que fará mandato voltado para municípios


 

Único deputado federal eleito pelo Partido dos Trabalhadores (PT) nas últimas eleições em Rondônia, Padre Ton, atribui sua eleição ao excelente trabalho que fez como gestor público no município de Alto Alegre dos Parecis.

“Minha eleição atribuo a Deus, ao povo de Rondônia, e ao trabalho que fiz por dois mandatos no município de Alto Alegre dos Parecis. Foram mandatos transparentes e éticos, que se tornaram exemplos para os outros municípios de Rondônia. O planejamento estratégico que fiz na pré-campanha também teve importância porque hoje posso colher os frutos do que plantei no início”, destacou Padre Ton, ao participar de evento político em favor da candidatura de Dilma Roussef à presidência, em Porto Velho.

Eleito com mais de 31 mil votos, Padre Ton promete atuar de maneira diferenciada na Câmara Federal seguindo a tendência municipalista e lutando primeiramente pela reforma tributária e emenda 29, que trata de melhorias para o setor da saúde.

“Obtive votos em todos os 52 municípios de Rondônia. Meus eleitores têm qualidade diferente do eleitor comum. O meu eleitorado é consciente, de igreja católica e evangélica, sociedade organizada, sindicatos e movimentos sociais. Por isso espera que o Padre Ton seja um deputado federal que possa estudar projetos, votar leis que possam ajudar o povo de Rondônia e o Brasil. No meu informativo de campanha eu falava que serei um deputado municipalista, que vou votar as principais reformas, como a tributária, que é importantíssima para se melhorar a arrecadação de recursos para os estados e municípios, atualmente centralizados em Brasília, além de lutar pela emenda 29, que significa mais dinheiro para a saúde e a regulamentação do papel do estado e do município no gerenciamento desses recursos, pois atualmente os municípios estão assumindo elevadas demandas sem dinheiro”, destacou.

Sobre os iminentes embates com políticos de outros partidos o parlamentar avisa que o trabalho em prol do povo rondoniense não se dará pela bandeira partidária.

“Sou uma pessoa partidária, mas quero fazer um mandato que dialoga. Não farei um mandato fechado. O PT saiu derrotado nessas eleições porque sou o único deputado federal eleito. Quero que meu eleitorado cresça e que meu partido possa crescer. E só vamos crescer se dialogarmos com a sociedade, com sindicatos, com funcionários públicos, com movimentos sociais e com outros partidos que também têm pessoas boas. E, principalmente, dialogar com as igrejas, já que nosso estado é eminentemente religioso”, revelou.


Dilma Rousseff

O deputado federal eleito também analisou a boataria entorno da candidatura de Dilma Rousseff à presidência da Republica. Para ele a candidata petista sofre uma carga pesada de difamação e calúnia plantada em determinados setores da sociedade.

“A Dilma é mulher. E a mulher sofre uma carga de preconceitos. E a Dilma estar sofrendo por ser mulher e a primeira que pode ser presidente do Brasil. Sofre com uma campanha suja e difamatória, tanto por parte da igreja católica, onde alguns bispos envergonharam a igreja, como também do próprio PSDB, que além de jogar sujo desrespeitou a Justiça Eleitoral. A perda de espaço no primeiro turno que a Dilma teve foi em decorrência dessa campanha suja. Ela conseguiu reverter o quadro, crescer, e acredito que vai ser sim presidente do Brasil. Além disso, questões como aborto, pena de morte, temas religiosos são assuntos que não se deve levar para a campanha eleitoral porque são de fórum intimo individual de cada pessoa. Não podemos discutir aborto em plebiscito. Quem decide sobre estes tipos de temas não é o presidente, mas sim deputados federais e senadores”, desabafou Padre Ton.

Fonte: Josimar Pontes
 

Mais Sobre Municípios

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), coordenadora do Comitê Municipal de Segurança Viária, realizou na última sexta-feira (25) o encerramento d

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç