Porto Velho (RO) sábado, 18 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Padre Franco (PT), de Cacoal, está marcado para morrer



Padre Franco (PT), de Cacoal, está marcado para morrer se não renunciar candidatura a prefeito. 

CHICO ARAÚJO
[email protected]

BRASÍLIA — As eleições no interior de Rondônia tomaram um rumo preocupante. Às vésperas das eleições, os candidatos favoritos estão marcados para morrer. É o caso do Padre Franco Vialetto (PT), de Cacoal, que vem recebendo ameaças de morte caso não desista de sua candidatura a prefeito até o dia 3 de outubro.

A ameaça veio por meio de uma carta deixada no comitê de campanha de Franco. Padre Franco vive em Cacoal desde 1973. Devido ao seu trabalho incansável em defesa dos pobres e marginalizados, o padre se tornou forte liderança política. Nas eleições deste ano decidiu disputar a prefeitura da cidade.

Candidatos também são alvos de ameaças em Teixeiropolis, Buritis, Cujubim e Vale do Anari. Em Teixeirópolis três militares petistas, entre os quais um vereador, foram assassinados e as ameaças ao atual prefeito Toninho Zotesso (PT) continuam intensas. No distrito de Rondon Minas, em Ouro Preto D’Oeste,  dez veículos de uma caravana da senadora Fátima Cleide (PT-RO) e do deputado Eduardo Valverde (PT-RO) tiveram os pneus furados.

Em Buritis carros foram queimados e houve tentativa de invasão da residência do candidato Professor Léo.

O clima tenso levou o presidente do PT em Rondônia, Tácito Pereira, pedir ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) medidas no sentido de garantir a integridade  física dos candidatos do partido. Ontem, Pereira visitou o presidente do TRE, desembargador Cássio Rodolfo Sbarzi, e o delegado Gustavo Gatto, responsável pela segurança das eleições.  

Cópia da carta com ameaças ao Padre Franco, de Cacoal, e indícios de compra de votos em outras cidades, foram entregues ao desembargador. Pereira pediu a Sbarzi a entrada da Polícia Federal nas investigações das ameaças. 

A direção do PT de Rondônia também está preocupada com a compra de votos em diversas cidades do Estado. De acordo com Pereira, a compra se dá através do fornecimento de combustível, remédios, consultas médicas, cestas básicas e até mesmo dinheiro em espécie.

Fátima Cleide anunciou que pedirá à direção da PF o envio de mais agentes para Rondônia.  A senadora admite que, se necessário, recorrerá ao ministro da Justiça, Tarso Genro, para pedir o envio da Força Nacional de Segurança a seu Estado. Para ela, o reforço policial em Rondônia é de fundamental importância para combater a corrupção eleitoral.

Fonte: Agênciaamazônia é parceira do Gentedeopinião

Mais Sobre Municípios

Inscrições em conferência sobre urbanização e envelhecimento saudável seguem abertas até sábado

Inscrições em conferência sobre urbanização e envelhecimento saudável seguem abertas até sábado

A Conferência Livre PVH50+, promovida por iniciativa do Centro de Estudos e Pesquisas de Direito e Justiça, selecionada pelo Ministério do Desenvolvi

Sine Municipal de Porto Velho realiza cadastro de jovens na Associação Luz do Alvorecer

Sine Municipal de Porto Velho realiza cadastro de jovens na Associação Luz do Alvorecer

Com o propósito de fazer o cadastro de jovens aprendizes para encaminhá-los ao primeiro emprego por meio da Intermediação de Mão de Obra (IMO), equipe

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

O presidente Alex Redano (Republicanos) confirmou a destinação de R$ 800 mil em recursos para Buritis, assegurados através de seu mandato junto ao G

População se revolta e coloca fogo em ponte de madeira de União Bandeirantes

População se revolta e coloca fogo em ponte de madeira de União Bandeirantes

Uma ponte de madeira que permitia a travessia no distrito de União Bandeirantes o rio, foi parcialmente reduzida a cinzas, na madrugada desta segund