Porto Velho (RO) segunda-feira, 10 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

MP entra com Ação Civil Pública para impedir loteamento


O Promotor de Justiça Jorge Romcy, da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor da Comarca de Ariquemes, ingressou com Ação Civil Pública (ACP), com pedido de liminar, para que a Associação dos Sem-Teto de Ariquemes (ASTA) e seus dirigentes Luciano Pereira Sodré e Luiz Henrique Petternon, não comercializem mais lotes do loteamento Bairro Nova União III, situado naquele município.

A Ação Civil Pública originou-se de Procedimento Investigatório preliminar instaurado em virtude de informação enviada à Promotoria de Ariquemes  pela Juíza Duília Sgrott Reis, do Juizado Especial Cível de Ariquemes, citando que a ASTA, no ano de 2002, celebrou contrato de compra e venda de imóveis rurais, no Bairro Nova União III com diversos consumidores. Estes pagaram pela compra dos lotes, mas quando tentaram lavrar a escritura pública dos bens, descobriram que os mesmos lotes foram vendidos a terceiros, de modo que ficaram sem o imóvel, negando-se a Asta a entrega outro bem ou implementar a devolução dos valores.  Em abril deste ano, a Associação deixou de funcionar, ao fundamento de estar sem presidente, ficando os consumidores lesados em seus direitos.

Na ACP, o Promotor pede ainda liminarmente que seja oficiado à Receita Federal, Detran e Idaron para que sejam fornecidas informações sobre a existência de bens em nome de todos os requeridos, decretando-se, em seguida, a indisponibilidade de bens, em nome de todos eles, com a proibição expressa de eventuais transferência de propriedade.  Que seja ainda determinado o bloqueio das contas bancárias de todos os requeridos, oficiando-se, nesse sentido, o Banco Central do Brasil para que informe as contas bancárias eventualmente existentes em nome deles. Em caso de descumprimento das medidas liminares, que seja estabelecida uma multa diária de R$ 10 mil, sem prejuízo de eventuais sanções penais decorrentes do crime de desobediência.

No caso de deferido o pedido de liminares, que os responsáveis pela venda ilegal dos lotes sejam obrigados a indenizar os compradores, que não conseguiram usufruir de sua propriedade.

Fonte: AscomMP - Fábia Assumpção MTB/372/AL

Mais Sobre Municípios

Tarifa a R$1 no transporte coletiva começa a valer na segunda-feira (10)

Tarifa a R$1 no transporte coletiva começa a valer na segunda-feira (10)

No próximo domingo (9), encerra o prazo de gratuidade da tarifa no transporte coletivo em Porto Velho. A partir de segunda-feira (10), até o dia 9 de

Iniciada as ações de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Rolim  de Moura

Iniciada as ações de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Rolim de Moura

A Secretária Municipal de Assistência Social de Rolim de Moura (RO) Sandra Miranda, informou que as ações para chamar atenção da sociedade rolimoure

ACR reivindica aumento do número de ônibus em Porto Velho

ACR reivindica aumento do número de ônibus em Porto Velho

A mais antiga e prestigiada associação comercial de nosso estado, a Associação Comercial de Rondônia-ACR, fundada em 30 de setembro de 1928, sob o n

Servidores da saúde de Porto Velho avaliam importância da rotina de dedicação

Servidores da saúde de Porto Velho avaliam importância da rotina de dedicação

O Dia do Trabalhador esse ano é diferente para muitos dos servidores do município de Porto Velho. A pandemia da Covid-19 mudou a rotina para quem atua