Porto Velho (RO) sexta-feira, 25 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Justiça revoga Ação de Posse contra a Caerd, em Ouro Preto



O Juiz de Direito, José Antônio Barreto reconsiderou a decisão anterior que dava posse da Caerd, a  Companhia de águas e Esgotos de Rondônia ao setor privado. Pela medida anterior, o juiz antecipava a tutela das instalações, bens móveis e imóveis da Caerd, naquele município à empresa vencedora da licitação para exploração dos serviços de águas e esgotos em Ouro Preto.

A situação provocada pela decisão anterior causou um verdadeiro caos no município deixando a população aterrorizada e em menos de 24 horas, 80% da população estava sem água tratada, inclusive nas escolas que foram obrigadas a dispensar os alunos.

A inobservância da Lei de Saneamento Básico em vigor (Marco Regulatório), que prevê o prazo de até 2010 para que as empresas discutam a devida indenização dos bens à empresa concessionária, colocou à prova por alguns momentos, a credibilidade da justiça, mas ao devolver a posse do prédio e de seus bens, à Caerd, a justiça comprova que a água não pode ser tratada como uma mercadoria qualquer e que não deve ficar a mercê de qualquer prestador de serviço incompetente e sem capacidade, cujo único objetivo é a obtenção de lucros. 

A paz depois da humilhação

Com a reintegração de posse dada a Caerd pelo juiz José Antônio Barreto, desfaz-se também a situação humilhante provocada aos trabalhadores da Caerd, no momento em que foram expulsos de seus locais de trabalho, sob a alegação de que funcionários e prepostos deveriam desocupar as instalações imediatamente. Alguns destes profissionais têm mais de 22 anos de serviços prestados com muita qualidade e responsabilidade. Seria impossível que novos funcionários conseguissem operar máquinas e desenvolver um trabalho eficiente, da noite para o dia.

As conseqüências foram embaraçosas e prejudiciais a população, como já divulgava a imprensa do município, com depoimentos de populares que questionavam os motivos da interrupção repentina no fornecimento de água em suas casas e nas escolas.

Diante da tranqüilidade que volta a Ouro Preto, o Sindicato dos Urbanitários de Rondônia parabeniza o juiz e também munícipe, José Antônio Barreto, ao mesmo tempo em que abraça a todos os companheiros da Caerd que se mantiveram firmes em seus propósitos, numa manifestação pacífica e ordeira, o que acabou contribuindo para a reconsideração da decisão  da justiça. O Sindur agradece também a população que, apesar da expectativa, se manteve calma e soube esperar pela decisão sábia da justiça.

Fonte: Sindur/Nara Vargas

 

Mais Sobre Municípios

Nove bairros de Porto Velho recebem obras de infraestrutura nesta quinta-feira

Nove bairros de Porto Velho recebem obras de infraestrutura nesta quinta-feira

Todos os dias, equipes de obras da Prefeitura de Porto Velho atuam no cumprimento das metas do projeto de urbanização da capital. O planejamento é fei

Saneamento avança em Ariquemes: empresa de saneamento conclui a primeira etapa de construção do novo reservatório de água tratada

Saneamento avança em Ariquemes: empresa de saneamento conclui a primeira etapa de construção do novo reservatório de água tratada

Garantir água com qualidade e regularidade é um dos principais objetivos da Águas de Ariquemes, atualmente, na área urbana do município mais de 93%

Professora da rede pública municipal de Ariquemes vence concurso nacional do projeto "Caminho das Águas"

Professora da rede pública municipal de Ariquemes vence concurso nacional do projeto "Caminho das Águas"

Com o filme "Todos Pela Água", a professora Gilvany Santos Batista da Escola Municipal Jorge Luiz Moulaz, em Ariquemes, foi a vencedora no concurso

Vilhena: Pago recurso destinado por Mariana Carvalho para compra de caminhão-pipa

Vilhena: Pago recurso destinado por Mariana Carvalho para compra de caminhão-pipa

A parceria entre a Deputada Federal Mariana Carvalho e o ex-Vereador Rafael Maziero segue gerando resultados positivos para Vilhena. Desta vez, a Pr