Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de janeiro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Juíza desativa Unidade de Internação em Ji-Paraná



Os internos serão transferidos e o Estado tem 30 dias para concluir contração de nova unidade

A juíza Ana Valéria Ziparro, titular do Juizado da Infância de Juventude de Ji-Paraná, determinou, nesta quinta-feira (1), o fechamento imediato da Unidade de Internação para adolescentes em conflito com a lei. A decisão foi motivada pelo assassinato de um interno, de 13 anos, que teria sido praticado por um colega de internação. "Todos os adolescentes internos da Unidade de Ji-Paraná deverão ser transferidos ainda hoje (01/10) para outras comarcas do Estado", determinou a magistrada.

Segundo a juíza relatou em sua decisão, em inspeção realizada nas dependências daquela Unidade, constatou-se várias irregularidades, o que motivou a intervenção judicial. "As omissões do Poder Público que permitem o prolongamento do quadro de ofensa à saúde mental e física dos internos constituem grave lesão à ordem pública", escreveu Ana Valério Ziparro ao basear sua decisão judicial.

Segundo a juíza, a medida socioeducativa de internação visa promover a ressocialização do adolescente infrator, sua reinserção no convívio em família e em comunidade, dando ênfase às práticas sócio-pedagógicas capazes de abolir a ociosidade, o acentuado grau de confinamento e as punições que ferem os direitos humanos, o que, conforme foi constatado, não ocorre naquela unidade.

Além disso, a juíza comunicou também a desativação da unidade de internação no prédio onde funciona a segunda Delegacia de Polícia, sendo proibida a internação naquele local de qualquer adolescente detido. Com a desativação, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) tem o prazo de 30 dias para realizar parte da obra, onde funcionará em definitivo a Unidade de Internação em Ji-Paraná. A magistrada explicou que, como os adolescentes devem ser internados próximos aos seus familiares, a transferência para outras comarcas não poderá ser por muito tempo. Com a primeira etapa da obra concluída, os internos poderão retornar a Ji-Paraná.

Apuração

Com relação ao homicidio, ocorrido na última quarta-feira, o Ministério Público do Estado ofereceu representação contra o adolescente acusado, que tem 17 anos. Ele foi apresentado para audiência no mesmo dia na presença da defensora pública Vanilda Contreiras, do promotor de Justiça Fernando Reys de Assis e do gerente geral do Sistema Socieducativo estadual, Francisco Braga de Paiva Neto, que se deslocou de Porto Velho para acompanhar o caso. 

Fonte: Ascom TJRO

Mais Sobre Municípios

Prefeitura de Ariquemes suspende aumento de tarifas do serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário

Prefeitura de Ariquemes suspende aumento de tarifas do serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário

A Prefeitura de Ariquemes, por meio da Procuradoria Geral do Município (PGM), editou nesta segunda-feira (18), o decreto Nº17.133/21, que visa suspe

Semagric mantém equipes para situações emergenciais

Semagric mantém equipes para situações emergenciais

Conforme o inverno amazônico apresenta maior precipitação pluviométrica, causando danos às estradas vicinais, a Secretaria Municipal de Agricultura, P

Prefeita de Ariquemes visita produtor de silagem de milho e criador de gado leiteiro

Prefeita de Ariquemes visita produtor de silagem de milho e criador de gado leiteiro

Na oportunidade o Secretário de Agricultura Indústria e Comércio (SEMAIC), Antônio Marcos, acompanhou a prefeita Carla Redano, que visitaram a proprie

Hospital de Campanha da Prefeitura de Vilhena vai oferecer mais 20 leitos para covid-19 nos próximos dias

Hospital de Campanha da Prefeitura de Vilhena vai oferecer mais 20 leitos para covid-19 nos próximos dias

A Prefeitura de Vilhena está habilitando um Hospital de Campanha para atender os pacientes que necessitem de atendimento e tenham sintomas de covid-