Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Municípios

Jogos Paralímpicos; 658 participantes em hotéis de Cacoal


 

Gente de Opinião

Gente de Opinião

Atletas competem em Cacoal

Todos os 658 integrantes das 72 escolas de 20 cidades participantes da fase estadual – Etapa Especial Paralímpica – iniciada na noite de sexta-feira (5), em Cacoal, estão acomodados na rede hoteleira da cidade, exceto os anfitriões. Essa decisão do governo estadual agradou aos paratletas e dirigentes.

A iniciativa tem a finalidade de incentivar mais o desenvolvimento do paradesporto proporcionando dignidade, conforto, segurança e tranquilidade aos envolvidos na competição. Nos anos anteriores as acomodações aconteciam em escolas estaduais.

“Nossa proposta é melhorar cada vez mais. A ordem do governador Confúcio Moura é apoiar o esporte, tanto o olímpico quanto o paralímpico”, ressaltou o secretário adjunto estadual de Educação Márcio Félix, na cerimônia de abertura oficial da etapa Paralímpica, na noite de sexta-feira, em Cacoal.

A organização dos jogos acomodou as delegações nos principais hotéis da cidade e cuida do translado dos paratletas entre a rede hoteleira, as praças esportivas e de alimentação. “Nossos agradecemos ao governador Confúcio Moura por esse novo formato aplicado”, disse a presidente da Federação Rondoniense Paralímpica de Esportes (Frope), Edislaine Silva.

“Ficar em hotel é muito melhor, é confortável. As camas ficam na altura certa para gente. É maravilhoso”, disse a paratleta do atletismo Iara Mendes, da escola Darcy Ribeiro, em Porto Velho. Francinaldo Estevanelli é estudante da Apae em Costa Marques e é atacante no time de futsal. Esta é a primeira vez que ele hospeda em hotel. “O hotel é muito bom, tem muitos atrativos, entre eles, o elevador”, disse o garoto, que está hospedado no terceiro andar e teve a oportunidade de conhecer elevador.

Erick Gomes de Oliveira e Mayara Dias de Melo estudam na Apae em Colorado do Oeste e são parateltas do atletismo. O rapaz compete nos arremessos de peso e do dardo. A moça participa de provas de velocidade. Os jogos em Cacoal proporcionam a eles mais que o envolvimento paradesportivo.

“Aqui conhecemos mais gente, o lugar é muito bonito. A piscina é um atrativo interessante”, disse Mayara, satisfeita pela hospedagem no hotel. Para Erick, a acomodação em hotel motiva mais a dedicar ao atletismo. “Agora dá mais vontade de praticar os arremessos, pois descansamos melhor, no ar condicionado”, disse.

“É conforto, comodidade, praticidade, dignidade”, disse a professora Dagmar Murari, sobre a acomodação da delegação de Colorado do Oeste composta por 22 paratletas no hotel de selva.

Veja galeria de fotos

Para o professor José Jalissom Pinheiro, da delegação de Nova Mamoré, hospedar as delegações em rede hoteleira melhorou bastante se comparado à época em que os estudantes ficavam em escolas. “A competição está bem organizada. É assim mesmo, cada ano vai melhorando mais”, comentou Jalissom, que ajuda cuidar de 33 paratletas nos jogos em Cacoal.

A etapa Especial Paralímpica é uma organização da Gerência de Educação Física, Esporte e Cultura Escolar (Gefece), da Secretaria de Estado da Edicação (Seduc).

Leia mais:
 Apresentações arrancaram aplausos na cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos Escolares em Cacoal


Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Mais Sobre Municípios

Servidores municipais de Cacoal decidem paralisar suas atividades nos dias 23, 24 e 25 deste mês

Servidores municipais de Cacoal decidem paralisar suas atividades nos dias 23, 24 e 25 deste mês

O SINSEMUC irá informar também aos servidores e à sociedade que a administração propõe gastar em terceirização de mão de obra quase 13 milhões com 283

25 anos de assistência técnica e extensão rural em Alta Floresta do Oeste

25 anos de assistência técnica e extensão rural em Alta Floresta do Oeste

O escritório local da Emater-RO em Alta Floresta do Oeste foi instalado em 05 de julho de 1993.

DER fará leilão de sucatas e de veículos em condições de conserto

DER fará leilão de sucatas e de veículos em condições de conserto

Somente poderão participar do leilão pessoas jurídicas no ramo de ferro velho, oficinas, compra e vendas de autopeças e afins, conforme Lei 12.977/20