Porto Velho (RO) terça-feira, 15 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Integrantes de quadrilha que matou PM em Minas são presos em Ji-paraná


 

Uma grande operação coordenada pelo delegado de polícia civil Luiz Roberto de Mattos, delegado regional de Ji-paraná, com  policiais civis, militares do GOE – Grupo de Operações Especiais, da Inteligência da PM, prendeu no último sábado, Emerson de Freitas Massaro, 25, e Jeferson Vicente Marangoni, 29, foragidos da Justiça de Minas Gerais e suspeitos de terem matado um policial militar, em troca de tiros, naquele Estado. Eles estavam escondidos na Rua Rio Grande do Sul, bairro Boa Esperança, em Ji-paraná, Rondônia.

A operação foi desencadeada após trabalhos realizados pelos investigadores da Policia Civil em Ji-Paraná, coordenados pelo Delegado Regional Luiz Roberto de Mattos, e auxiliados pelos policiais do serviço de Inteligência da Polícia Militar.

De acordo com Pedro Cabeça, subtenente da PM e comandante do GOE, a polícia recebeu informações que  na cidade de Ji-Paraná havia duas pessoas integrantes de uma quadrilha de alta periculosidade, que realizavam roubos no estado de Minas Gerais, e que no final do mês de janeiro deste ano,  envolveu-se em uma troca de tiro com policiais daquele estado, no momento que estavam realizando um roubo de armamento, e nessa ocorrência mataram dois Policiais Militares. 

Na residência além dos foragidos, estava Mizael de Souza, que também foi conduzido para a delegacia, já que estava dando cobertura para os acusados. Os dois foragidos, declararam ter participado da ocorrência, e que no momento do roubo  na cidade de Ouro Fino – MG, onde outra quadrilha guardava muitas armas de fogo  dentro de tonéis, foram cercados pelos policiais. Já que estavam com muitas armas resolveram reagir e na troca de tiro mataram dois policiais e tiveram um dos integrantes morto pela polícia.

Declararam ainda que após matar os policiais ainda deslocaram até a viatura e se apossaram das armas dos policiais e conseguiram fugir do local, indo para o Estado de São Paulo, onde confeccionaram as identidades falsas e posteriormente vieram para a cidade de Ji-Paraná, a convite do proprietário da residência, onde já estavam a cerca de 53 dias.
 
Nas identidades falsas Emerson de Freitas Massaro (nome verdadeiro) apresentava-se como David José Ibrahim Marangoni (nome falso), e Jeferson Vicente Marangoni (nome verdadeiro) identificava-se como Rodrigo De Jesus Santos(nome falso). Após detenção dos meliantes, foram conduzidos para exame de corpo de delito e ficaram na responsabilidade da Policia Civil, para continuidade dos serviços.

Fonte: Lenilson Guedes

Mais Sobre Municípios

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras da Prefeitura de Porto Velho seguem em ritmo acelerado nesta segunda-feira (14), com serviços estruturantes em 11 bairros. Elas reali

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Em pleno domingo (13), foram iniciadas as obras de asfaltamento do programa Tchau Poeira, do Governo do Estado, em Ariquemes. O início dos trabalhos