Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Integrantes de quadrilha que matou PM em Minas são presos em Ji-paraná


 

Uma grande operação coordenada pelo delegado de polícia civil Luiz Roberto de Mattos, delegado regional de Ji-paraná, com  policiais civis, militares do GOE – Grupo de Operações Especiais, da Inteligência da PM, prendeu no último sábado, Emerson de Freitas Massaro, 25, e Jeferson Vicente Marangoni, 29, foragidos da Justiça de Minas Gerais e suspeitos de terem matado um policial militar, em troca de tiros, naquele Estado. Eles estavam escondidos na Rua Rio Grande do Sul, bairro Boa Esperança, em Ji-paraná, Rondônia.

A operação foi desencadeada após trabalhos realizados pelos investigadores da Policia Civil em Ji-Paraná, coordenados pelo Delegado Regional Luiz Roberto de Mattos, e auxiliados pelos policiais do serviço de Inteligência da Polícia Militar.

De acordo com Pedro Cabeça, subtenente da PM e comandante do GOE, a polícia recebeu informações que  na cidade de Ji-Paraná havia duas pessoas integrantes de uma quadrilha de alta periculosidade, que realizavam roubos no estado de Minas Gerais, e que no final do mês de janeiro deste ano,  envolveu-se em uma troca de tiro com policiais daquele estado, no momento que estavam realizando um roubo de armamento, e nessa ocorrência mataram dois Policiais Militares. 

Na residência além dos foragidos, estava Mizael de Souza, que também foi conduzido para a delegacia, já que estava dando cobertura para os acusados. Os dois foragidos, declararam ter participado da ocorrência, e que no momento do roubo  na cidade de Ouro Fino – MG, onde outra quadrilha guardava muitas armas de fogo  dentro de tonéis, foram cercados pelos policiais. Já que estavam com muitas armas resolveram reagir e na troca de tiro mataram dois policiais e tiveram um dos integrantes morto pela polícia.

Declararam ainda que após matar os policiais ainda deslocaram até a viatura e se apossaram das armas dos policiais e conseguiram fugir do local, indo para o Estado de São Paulo, onde confeccionaram as identidades falsas e posteriormente vieram para a cidade de Ji-Paraná, a convite do proprietário da residência, onde já estavam a cerca de 53 dias.
 
Nas identidades falsas Emerson de Freitas Massaro (nome verdadeiro) apresentava-se como David José Ibrahim Marangoni (nome falso), e Jeferson Vicente Marangoni (nome verdadeiro) identificava-se como Rodrigo De Jesus Santos(nome falso). Após detenção dos meliantes, foram conduzidos para exame de corpo de delito e ficaram na responsabilidade da Policia Civil, para continuidade dos serviços.

Fonte: Lenilson Guedes

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor  Renê

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor Renê

É com profunda tristeza que a prefeitura de Rolim de Moura (RO) comunica o falecimento do médico Renê Alfredo Delgadillo Salgueiro, vítima da COVID-

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolesce