Porto Velho (RO) sexta-feira, 25 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Integração lavoura-pecuária é destaque em dia de campo


Integração lavoura-pecuária é destaque em dia de campo - Gente de Opinião

O tema “Pastagem de Qualidade” atraiu cerca de 220 produtores, técnicos e estudantes para o dia de campo realizado em Ariquemes (RO) na manhã desta sexta-feira (19), no setor de ovinocultura do campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro). Organizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Ifro, o evento chamou atenção por apresentar tecnologias para a implantação e o manejo de pastagens de boa qualidade e suplementos para bovinos e ovinos, evitando, dessa forma, a degradação do solo e otimizando a área da pequena propriedade. Foram abordados assuntos como integração lavoura-pecuária, mineralização de rebanhos, importância dos custos na pecuária e contou também com exposição de maquinário agrícola.

De acordo com o pesquisador da Embrapa Rondônia, Vicente Godinho, o estado conta com um rebanho de 12 milhões de cabeças de gado, em cerca de seis milhões de hectares de pastagem e destes, 70% estão em algum estágio de degradação. “Em Rondônia a pastagem foi implantada há mais de 40 anos e, durante este tempo, os produtores pouco se preocuparam com a recuperação ou mesmo a renovação da pastagem, diminuindo ao longo dos anos a produtividade por área. Com a integração lavoura-pecuária na propriedade é possível melhorar as condições físicas e químicas do solo, gerando maior produtividade em uma mesma área e, consequentemente, mais renda ao produtor. O sistema de integração lavoura-pecuária constitui uma importante opção para produzir uma pastagem de qualidade, que pode ser adotada tanto por pequenos como por grandes produtores”, explica Godinho.

O produtor Isac Nunes possui uma pequena propriedade em Cujubim (RO), onde trabalha com a pecuária de leite. Preocupado com as condições de sua pastagem e buscando formas para aumentar a produtividade de seu rebanho, ele acredita ter encontrado uma alternativa. “A integração da lavoura com a pecuária está me parecendo uma boa saída. Estou vendo bons resultados aqui neste dia de campo e quero levar essa tecnologia para minha propriedade e, não só pra mim, mas para os meus vizinhos também”, comenta Isac, que vai apostar no milho para a integração com a pastagem.

Já para o produtor Alvorindo da Silva, de Ariquemes, o que mais chamou a atenção foi o consórcio de sorgo com mombaça. “Eu trabalho com gado de leite e já utilizo algumas tecnologias como a inseminação e também a suplementação com cana e ureia. Agora preciso recuperar minha pastagem para aguentar o período da seca e aumentar minha produtividade sem abrir novas áreas. Pelas informações que tive aqui hoje, vou implantar o sorgo com o capim mombaça, assim vou conseguir fazer a silagem e oferecer uma pastagem bem mais nutritiva para o rebanho”, afirma Alvorindo.


Integração lavoura-pecuária

Com a integração lavoura-pecuária, é possível fazer o uso intensivo e mais sustentável do solo por um período maior ao longo do ano. O mais comum é usar a terra durante cinco meses do ano com lavoura consorciada com capim. Durante os sete meses restantes, usa-se o capim em pastejo. Um dos principais benefícios deste sistema são os nutrientes residuais deixados pelas lavouras para as pastagens, que passam a produzir forragem em maior quantidade e de melhor qualidade. “Com a implantação da lavoura com a pecuária o produtor aumenta a produtividade das suas terras, produz mais grãos, silagem, carne, leite e aumenta sua renda, isso sem abrir novas áreas, otimizando o uso da terra com a utilização de mais tecnologia”, destaca Elisa Osmari, zootecnista da Embrapa Rondônia.


O Projeto

Este evento faz parte do Projeto da Embrapa Rondônia “Transferência de tecnologias para sistemas de produção agropecuários sustentáveis no Estado de Rondônia”, que busca vencer um grande desafio: a viabilização de tecnologias para o setor produtivo, que sejam ambiental e socialmente adequadas para os diferentes sistemas de produção.

Para que estas tecnologias cheguem até os agricultores, este projeto busca estruturar uma rede de capacitação de multiplicadores, por meio de parceria com instituições de ensino, a fim de que estas se tornem disseminadoras das tecnologias geradas pela Embrapa, e os alunos por elas formados atuem como importantes agentes de inovação dentro dos sistemas de produção agropecuário do estado, tornando-se o principal elo entre a pesquisa e o produtor.

Fonte: Renata Kelly da Silva
 

Mais Sobre Municípios

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes – SEMTRAN, comunica à população que a avenida Cam