Porto Velho (RO) domingo, 27 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Governo Federal conclui Travessia Urbana de Ariquemes na BR-364/RO

Rodovia é uma importante via de escoamento da produção pecuária e de grãos em Rondônia


Trevo de Ariquemes (RO). Crédito: DNIT - Gente de Opinião
Trevo de Ariquemes (RO). Crédito: DNIT

O Ministério da Infraestrutura (MInfra), por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), concluiu, nesta terça-feira (4), a construção do último trevo localizado na travessia urbana do município de Ariquemes (RO), na BR-364/RO, no Vale do Jamari, em Rondônia. Essa rotatória, de um total de quatro quilômetros ao longo do empreendimento, é o principal acesso para a BR-421/RO.

"Sabemos da grande importância da via, por onde passam cerca de 8 milhões de toneladas de grãos por ano, e da expectativa da população para a liberação do trevo", afirma o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

O DNIT executava as obras na rotatória conforme o projeto inicial. No entanto, durante a construção na via urbana foi constatado um elevado nível de água no lençol freático, o que impossibilitou prosseguir com o serviço. Sendo retomadas as obras no mês de junho.

Assim, as equipes do DNIT realizaram os serviços de colchão drenante de aproximadamente 50 cm, sub-base e base de brita graduada, 12,5 cm de Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ) mais 2,5 cm de Tratamento Superficial Duplo (TSD), além da drenagem profunda para baixar o lençol freático.

Outras Obras - O DNIT também entregou, no último mês, mais 9 quilômetros de pista recuperada na BR-364/RO. O trecho fica localizado entre a Vila Guaporé e o município de Pimenta Bueno. Assim, do km 0 ao km 197 estão 100% restaurados e com pavimento novo. Além disso, as equipes da autarquia trabalham em outras quatro diferentes obras de manutenção, conservação e recuperação na rodovia. Os recursos, cerca de R$ 120 milhões, resultarão em melhores condições de trafegabilidade até o fim do ano.

No trecho entre os municípios de Presidente Médici (RO) até Ouro Preto do Oeste (RO), o DNIT está trabalhando do km 370 ao km 380. No km 305 ao km 370 falta apenas o Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) de reforço no pavimento para a finalização da obra. Entre os km 430 ao km 570, o DNIT trabalha em várias frentes de serviço, como fresagem, recomposição, reforço e reconstrução. A autarquia já contemplou aproximadamente 50 dos 140 quilômetros previstos.

Com o investimento de R$ 40 milhões neste ano, a expectativa é de que, ainda em 2020, a camada de recomposição de (CBUQ) seja executada até o km 570 da rodovia federal. Já do km 938 ao km 1.092, na divisa com o Estado do Acre, já se iniciaram os serviços de recuperação do pavimento.

Em 2021, a recuperação terá continuidade nos segmentos em Pimenta Bueno e Médici e entre Jaci Paraná e a ponte do Abunã.

*Com informações da Comunicação Social do DNIT

Mais Sobre Municípios

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes – SEMTRAN, comunica à população que a avenida Cam