Porto Velho (RO) sexta-feira, 25 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Governo confirma compra de terreno para batalhão do Exército


O governador Confúcio Moura (PMDB) confirmou ontem a compra de dois terrenos nas proximidades do Anel Viário de Ji-Paraná, para a construção de um Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro e da vila militar. Os acertos para a compra foram feitos ontem, em reuniões que envolveram o governo, os proprietários, a prefeitura e o Exército. Os dois terrenos, um de 105 hectares, que abrigará o Batalhão, e outro de cinco hectares, que abrigará a vila militar, serão negociados ao valor de R$ 4 milhões. O governo do Estado pagará R$ 3 milhões e a prefeitura de Ji-Paraná arcará com R$ 1 milhão.

A proposta de compra dos terrenos, e a transferência deles para a União, que repassará para o Exército Brasileiro, terá que ser aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado e pela Câmara de Vereadores de Ji-Paraná. A previsão é que essa votação ocorra na primeira semana de agosto, logo após o recesso parlamentar. A pressa é para que os recursos assegurados por meio de emendas do senador Acir Gurgacz e do deputado federal Marcos Rogério, com assinatura de toda a bancada, sejam liberados ainda esse ano, conforme foram alocadas no Orçamento da União.

O senador Acir Gurgacz (PDT) destacou que a participação do governador Confúcio Moura na compra do terreno foi decisiva para viabilizar o projeto de instalação do Batalhão do Exército em Ji-Paraná. “Agradecemos a pronta atenção do governador ao nosso pleito, pois sem a participação do governo do Estado neste projeto ele dificilmente se concretizaria no curto prazo”, frisou Acir. “A instalação do Exército em Ji-Paraná é uma obra estratégica para o governo brasileiro e que irá beneficiar todo o Estado de Rondônia e a região Norte, com mais segurança e também reflexos em nossa economia”, salientou. Os recursos assegurados para este ano no Orçamento da União por meio de emenda parlamentar são da ordem de R$ 23 milhões.

O deputado federal Marcos Rogério (PDT), que apresentou a emenda junto com o senador Acir, também enalteceu a iniciativa do governador em apoiar a instalação de mais um batalhão do Exército no Estado. “Esse projeto é fundamental para a cidade. Além de assegurar a presença militar no município, o que garante sensação de maior segurança, também vai impulsionar a economia local”, destacou.

Com a transferência do terreno para o Exército, o próximo passo será a definição do projeto e depois a construção do Batalhão. O general Ubitaran Poty, da 17ª Brigada de Infantaria de Selva ‘Príncipe da Beira’, de Porto Velho, e o coronel Adriano Cabral de Melo Azevedo, Chefe de Estado Maior, juntamente com a equipe de engenharia, já realizaram estudos de topografia no terreno e assim que a receberem a área iniciarão o projeto executivo do Batalhão. A previsão é que as obras iniciem em novembro.
 

COMPLEXO MILITAR

Em linhas gerais, o projeto em desenvolvimento prevê uma estrutura militar para abrigar até 850 militares e deve contar com centro de treinamento, academia militar, centro esportivo, alojamentos e vila residencial para oficiais. A obra total deve ser concluída no período de três a quatro anos e o custo estimado é de R$ 100 milhões.

O terreno previamente escolhido pelo Exército Brasileiro fica nas proximidades do Anel Viário, construído recentemente pelo Governo do Estado, e que ainda precisa de pavimentação asfáltica. A localização do terreno, com saída fácil para a BR-364, aeroporto e outras pontos estratégicos da região, foram decisivos para a escolha.

O senador Acir Gurgacz calcula que a instalação de um Batalhão de Infantaria em Ji-Paraná, além de reunir condições estratégicas para a Nação Brasileira, por conta da localização geográfica do município, facilitando o acesso às regiões de fronteira e ao centro da Amazônia Ocidental, vai gerar benefícios econômicos para toda a região. “Além de movimentar diversos setores econômicos da cidade, a exemplo da construção civil, lojas, supermercados e o comércio em geral também serão beneficiados”, observou Acir.

Fonte: Ascom
 

Mais Sobre Municípios

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes – SEMTRAN, comunica à população que a avenida Cam