Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Gov RO injeta R$ 30 milhões no Anel Viário em Ji-Paraná


 

Gente de Opinião

A obra que vem sendo postergada há mais de 18 anos, pelo Dnit, ainda durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, enfim terá início, pois o governador de Rondônia assumiu. Para tanto, conta com o apoio do senador da república Acir Gurgacz e os demais membros da bancada federal de Rondônia, que, deste montante, já conseguiram, através de emendas parlamentares, R$ 12 milhões.

O anel viário compreende 13 km de extensão e passa sobre dois grandes rios: o Machado e o Urupá, ambos com as pontes de concreto prontas. Pelo projeto do Governo da Cooperação, a via receberá asfalto de alta qualidade. Na primeira etapa do projeto os serviços serão de terraplanagem, compactação do solo, drenagem e galerias pluviais. No segundo momento o Departamento de Estradas e Rodagens [DER] aplicará a pavimentação asfáltica. Todo o asfalto será produzido pela Usina de Asfalto Quente do governo do Estado, já instalada e em pleno funcionamento em Ji-Paraná. “O Anel Viário é uma obra grandiosa, pois, além das duas pontes, sendo uma delas a maior do estado de Rondônia com 463 metros de vão livre, e que já estão prontas, terá nos seus 13,59 quilômetros uma cobertura de asfalto usinado e de primeiro mundo, com duas camadas, uma de 7,5 centímetros de espessura e a outra com 5, perfazendo 12,5 centímetros”, explica o governador Confúcio Moura.


As duas pistas de rolagem com 3,6 metros de largura cada e acostamento de 3 metros dos dois lados, totalizando 13,2 metros. A título de informação, o padrão adotado para as rodovias estaduais é de 9 metros de largura total.

Lúcio Mosquini informou que a construção desta importante via evitará os constantes acidentes, a degradação do asfalto da BR-364, no trecho que vai do quilômetro 337,5 ao 351,9, pelo excesso de peso dos veículos de carga que passam no meio da cidade, dividindo-a em duas metades, e desafogará o trânsito que hoje é um problema somente solucionado através de medidas como a que autorizou o governado de Rondônia no dia de hoje. “O aterro que foi feito consumiu 14 mil de metros cúbicos de brita, o que equivale à carga de, aproximadamente, 1.750 caminhões basculantes grandes e foram retirados das margens da rodovia, com o desbastamento de morro e encostas”.

As questões políticas e jurídicas que vieram impedindo a execução do Anel Viário de Ji-Paraná, como o último, impetrado por uma empresa concorrente, foram totalmente resolvidas e a pavimentação acontecerá já a partir da segunda-feira que vem e a todo vapor. “Amanhã as máquinas vão começar a trabalhar dia e noite e deveremos entregar pronta com drenagem, sinalização e acabamento até junho do próximo ano. Nosso governo não é o da verba e sim o do verbo, pois somos o verbo fazer, o verbo agir e cooperar, essa é a determinação do governador Confúcio Moura”, disse Mosquini.

O deputado estadual Euclides Maciel afirmou que Confúcio Moura “é o melhor governador que Rondônia já teve, pois em menos de três anos de governo, já realizou mais que os que o precederam”.

Finalizando, traçou um paralelo entre a determinação e fé dos moradores de Ji-Paraná em relação ao Anel Viário, contou uma fábula: Um tenente detestava um soldado, que era muito religioso, e a fim de ridicularizá-lo, ordenou que ele estacionasse um carro, no que o soldado retrucou que não sabia dirigir. O tenente então sugeriu que ele invocasse o seu Deus e o soldado aceitou, entrou no carro e o estacionou perfeitamente. Quando desceu estavam todos chorando, inclusive o tenente. O soldado perguntou se não estava bem estacionado, no que o superior o informou que o carro não tinha motor.

Em sua fala, o comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, general de brigada Ubiratan Poty, esclareceu o interesse do Exército na obra, “pois nós vamos ter um acesso mais facilitado ao nosso futuro quartel em Ji-Paraná que está apoiado no Anel Viário”.

Perguntado sobre a área do quartel, informou que ela foi doada pelo governo de Rondônia ao governo federal e que este está finalizando a transmissão da posse ao Exército e afirmou, “a construção deste quartel é tão certa quanto 2 e 2 são 4. Serão 800 militares, como lembrou o doutor Confúcio, reforçando a segurança da região, gastando parte do seus saldos no comércio local e agregando valor com suas famílias ordeiras e participativas”, finalizando citou Mahatma Gandhi: “O que destrói o ser humano? Política sem princípios; prazer sem compromisso; riqueza sem trabalho; sabedoria sem caráter; negócios sem moral; ciência sem humanidade e oração sem caridade”.

O governado Confúcio, em seu pronunciamento esclareceu que “os embargos e imbróglios políticos já foram todos superados e agora vamos colocar nossas máquinas para trabalhar”. E comemorou dizendo, “o que importa agora é que as pessoas de Ji-Paraná, de toda a região, de todo o nosso estado, do Acre e de todo o Brasil, junto com os motoristas, em especial os caminhoneiros, vão poder transitar com mais segurança e rapidez“.

Finalizando seu discurso, fez uma reflexão “A política é a arte de acreditar que temos poder, só que este poder não existe, mas a gente acredita que o tem e com ele fazemos o bem. Aqui o bem, apesar das intentonas do mal, prevaleceu”.

Pessoas da comunidade e outras autoridades também expressaram suas opiniões, como o Anderson Coelho da Silva, de 32 anos, residente na cidade há 19 anos, que falou: “Ocupo muito essa via a trabalho e a lazer, de vez em quando, com a minha família, e seria muito bom se ela fosse asfaltada, com uma pavimentação bem boa, ótima, para carro e moto e qualquer outro tipo de veículo”.

O professor Isaías dos Santos, 61 anos, morador de Ariquemes, disse, “Sempre quando venho a Ji-Paraná, vislumbro esta linda cidade como um ponto central e estratégico de desenvolvimento do estado e que tinha o direito de ser contemplada com uma obra desse porte”.

Mais obras

A assinatura da ordem de serviço para a pavimentação asfáltica do Anel Viário encabeça uma das maiores obras do Governo da Cooperação em Ji-Paraná. O governo do Estado também está melhorando a qualidade de vida e contribuindo na valorização imobiliária nas imediações do igarapé Pintado onde está sendo executado mais um programa governamental, o Canal da Cidadania.

Também é de responsabilidade do Governo da Cooperação o asfaltamento de 50 km de ruas e avenidas, a construção de 593 casas populares do programa Morada Nova, edificação de uma escola de horário integral e outras cinco em reservas indígenas, além de promover as sinalizações horizontal e vertical por meio de convênio no valor de R$ 3,6 mi entre o Detran e a Prefeitura.

Outras obras de grandes portes ainda estão por iniciar em Ji-Paraná, como a restauração completa da pista de pouso e decolagem do aeroporto José Coleto, construção de uma Unidade de Pronto Atendimento [UPA], Unisp, dentre outras.

Fonte: Marco Aurélio Anconi e Paulo Sérgio
Foto: Marcos Freire

Mais Sobre Municípios

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes – SEMTRAN, comunica à população que a avenida Cam