Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Ex-prefeito de São Francisco está com bens indisponíveis


Acusado de malversação do dinheiro público, o ex-prefeito de São Francisco do Guaporé, Jairo Borges Farias, que hoje ocupa cargo em comissão no governo do Estado, teve decretada a indisponibilidade de seus bens, até o valor de 249 mil reais. A medida foi tomada em sede de liminar pela juíza Cláudia Vieira Maciel de Sousa, da Comarca de São Francisco. Tiveram também seus bens declarados indisponíveis, Artur Rocha que na época do caso, 2012, era o Secretário Municipal de Finanças, e Agnaldo Simões Prudêncio, procurador da empresa “Comando Comércio CGente de Opiniãoonstruções e Serviços”, responsável pela obra que não foi realizada.

Em 04 de julho de 2012, o Município de São Francisco do Guaporé, representado pelo ex-prefeito Jairo Borges, firmou convênio com o Estado de Rondônia através do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes/DER, tendo como objeto a recuperação de vias urbanas com serviços de conformação de plataforma e revestimento primário. Acontece que mesmo tendo sido feito o repasse dos 250 mil reais, valor total do contrato, em uma única parcela, a empresa não realizou os serviços.

Mesmo depois de uma auditoria formalizada pela atual administração do município, o ex-prefeito não reparou as irregularidades existentes no contrato, nem procurou reparar o prejuízo ao erário, o que acarretou na representação contra ele por parte da Procuradoria Geral do Município.

Em suas justificativas para a concessão da liminar para a indisponibilidade dos bens do ex-prefeito Jairo Borges e dos outros envolvidos, a juíza Cláudia Vieira disse que a medida de bloqueio dos bens era uma forma de garantia para que o Estado não perca os valores repassados, já que, segundo ela, “conforme se observa pelo processo administrativo anexado à exordial, fica demonstrada a fumaça do bom direito, fortemente amparada nos documentos juntados, vez que o autor apresenta indícios de provas do ilícito cometido”.

Fonte: David Casseb

Mais Sobre Municípios

Porto Velho avança para a última fase do Plano Municipal de Enfrentamento à pandemia

Porto Velho avança para a última fase do Plano Municipal de Enfrentamento à pandemia

O avanço na aplicação das vacinas, a redução do número de internações e de novos casos da covid-19, fizeram com que Porto Velho avançasse da Fase Amar

SEMED compra milhares de frascos de álcool e armazena em local inadequado em Porto Velho

SEMED compra milhares de frascos de álcool e armazena em local inadequado em Porto Velho

O vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) flagrou o que pode ser um polêmico caso de desperdício de dinheiro público pela Prefeitura de Porto Velho:

Porto Velho: Decreto transfere ponto facultativo para o dia 1º de novembro

Porto Velho: Decreto transfere ponto facultativo para o dia 1º de novembro

O ponto facultativo alusivo ao Dia do Servidor Público, comemorado no próximo dia 28 de outubro, foi transferido para o dia 1º de novembro de 2021 pel