Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Municípios

Esgotamento Sanitário em Ji-Paraná irá extinguir 45 mil fossas e gerar inúmeros benéficos a população


Esgotamento Sanitário em Ji-Paraná irá extinguir 45 mil fossas e gerar inúmeros benéficos a população - Gente de Opinião

Previsto para ter início já nos próximos meses, a obra para implantação do esgotamento sanitário em Ji-Paraná é aguardada com grande expectativa pela população do município. A obra prevê a construção do sistema de coleta e tratamento de esgotamento e será executada pelo  consórcio composto pelas empresas A Gaspar e Proacqua S/A.

Os investimentos são de aproximadamente R$ 180 milhões, vindos do Governo Federal , através do Programa de Aceleração do Crescimento, tendo como órgão interveniente o Governo do Estado de Rondônia e apoio da Prefeitura de Ji-Paraná.

O sistema prevê a instalação de 399 quilômetros de rede de coleta, na área urbana da cidade, sistema de bombeamento, construção de uma estação de tratamento e efluentes (ETE), contendo oito lagoas para contenção de dejetos, sendo quatro lagoas anaeróbias e quatro aeróbias, que serão responsáveis pela purificação de 92% do esgoto coletado.

O prefeito do município Marcito Pinto (PDT), ao conceder entrevistas as emissoras de rádio da cidade, enumerou diversos benefícios que a obra trará para a cidade.  O prefeito lembrou que o tratamento do esgoto  é um serviço essencial para que a cidade alcance mais qualidade de vida para as pessoas, com a obtenção de benefícios diretos para o meio ambiente, questões sanitárias e de saúde pública.

Com o esgoto tratado, explicou Marcito, esses benéficos irão refletir diretamente na saúde Infantil,  na redução de doenças provocadas por contaminação via água ou alimentos, na redução dos gastos públicos com o tratamento de doenças no hospital e nos postos de saúde, na despoluição dos rios, na preservação dos recursos hídricos e até na valorização dos imóveis urbanos. 

“Com o sistema em funcionamento, serão extintas mais de 45 mil fossas sépticas na área urbana, fazendo com que o lençol freático, os rios e córregos que estão na cidade deixem de ser contaminados com dejetos e, com isso, reduzindo a incidência de diversas doenças, refletindo diretamente nos custos com a saúde pública”, explicou o Prefeito.

Mais Sobre Municípios

Hildon Chaves anuncia novas mudanças em seu secretariado

Hildon Chaves anuncia novas mudanças em seu secretariado

Objetivo é fazer com que a máquina pública seja mais ágil em prol dos anseios da populaçãoO prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, anunciou, nesta qu

Prefeitura entregará mais uma horta sustentável em Porto Velho

Prefeitura entregará mais uma horta sustentável em Porto Velho

Além de alimento, a horta fomenta o desenvolvimento das ações de educação ambientalO Prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, entregará, nesta quinta-f

Candeias do Jamari: Câmara de Vereadores aprova projetos do executivo

Candeias do Jamari: Câmara de Vereadores aprova projetos do executivo

Projetos beneficiarão a cidade em várias áreasA Câmara de Vereadores de Candeias do Jamari, em sessão ordinária na noite desta segunda-feira, 18, apro

Prefeitura de Ji-Paraná promove pit stop contra o racismo infantil

Prefeitura de Ji-Paraná promove pit stop contra o racismo infantil

Nesta quinta-feira, 21,a partir das 8 horas, alunos do 5º Ano da escola Almir Zandonadi estarão participando de um pit stop educacional em frente a um