Porto Velho (RO) domingo, 20 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Empresário de Ribeirão Preto é morto em Machadinho do Oeste (RO)


 
 
o empresário de Ribeirão Preto Kennedy Jon Wiebbelling, 38 anos, foi assassinado a tiros em Machadinho do Oeste, em Rondônia, na última quarta-feira.

Casado, pai de uma filha, ele estava na cidade para buscar madeira. Ele era sócio de uma madeireira localizada na avenida Mogiana, no Jardim Independência. A família não quis comentar o caso.

"Ele foi executado por dois homens que estavam em uma moto na zona rural da cidade", disse o investigador João Paulo Ribeiro, da Polícia Civil de Machadinho do Oeste.

Wiebbelling foi até a cidade, que fica na divisa entre os Estados de Mato Grosso, Rondônia e Amazonas comprar madeira.

Ele chegou na zona rural da cidade por volta das 11 horas, mas um dos caminhões teve problema mecânico, obrigando Wiebbelling a buscar ajuda na cidade.

"Ele chegou no local e, em seguida, chegou uma moto com dois homens de capacetes, que desceram e dispararam vários tiros [de calibre 38]. As testemunhas ouviram 12, mas apenas nove acertaram. Ele foi socorrido, mas chegou no hospital morto", afirmou o policial.

O empresário foi assassinado na linha MA-28, uma estrada de terra que corta a mata para chegar até a cidade.

"Nessas linhas, os crimes são comuns. Até a gente ficar sabendo o que aconteceu e chegar no local, os assassinos já fugiram. Ele estava a 35 quilômetros da cidade e não conseguimos muita coisa  quando fomos até o local", disse o policial.'

O corpo de Wiebbelling foi levado para o hospital e em seguida para Porto Velho e depois mandado por avião para Ribeirão.

Suspeitas

A Polícia Civil diz que o principal suspeito da morte do empresário é o ex-sócio dele, que não teve o nome divulgado. "Vamos investigar também se ele havia brigado com alguém, mas por enquanto sabemos que tudo aconteceu por causa de uma dívida de R$ 285 mil", afirmou Ribeiro.

De acordo com o policial, Wiebbelling tinha uma madeireira na região, mas brigou com o sócio. Para desfazer a parceria, Wiebbelling venderia sua parte por R$ 285 mil.

"Ficou [acertado] do rival dar a ele [Wiebbelling] R$ 85 mil em espécie na semana passada e depois mais R$ 200 mil em madeira, e isso não aconteceu. Acreditamos que o homem mandou matá-lo para não pagar a dívida", disse Ribeiro.

'Matam gente e nós nem ficamos sabendo'

Machadinho do Oeste, em Rondônia, é uma cidade de 29 mil habitantes. "Aqui tem violência na zona rural. Na cidade não. Mas no meio do mato matam muita gente e nós nem ficamos sabendo", diz João Paulo Ribeiro, investigador da Polícia Civil.

A cidade fica próxima de Colniza, no Mato Grosso, a cidade mais violenta do Brasil segundo o Mapa da Violência, uma pesquisa feita pela Organização dos Estados !bero-americanos (OEI) e divulgada no início de 2007.

O forte da região é a extração de madeira, serrada em Colniza, seguindo para Machadinho do Oeste. A seguir, a madeira é transportada pela BR-174 para o porto de Paranaguá (PR). O destino final é a China. Parte do produto também é enviada a outros Estados.

Fonte: Jornal da Cidade de Ribeirão Preto

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor  Renê

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor Renê

É com profunda tristeza que a prefeitura de Rolim de Moura (RO) comunica o falecimento do médico Renê Alfredo Delgadillo Salgueiro, vítima da COVID-

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolesce