Porto Velho (RO) quinta-feira, 1 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Desenvolvimento sustentável em Vilhena é modelo


O governador Ivo Cassol, acompanhado do secretário estadual de Desenvolvimento Ambiental, Augustinho Pastore, visitou na manhã deste sábado (08/12) a Fazenda Batista, de propriedade do empresário Moacir Batista, tida como padrão de manejo e reflorestamento no estado de Rondônia.

A fazenda está localizada no quilômetro 680 da BR-364, próximo a Vilhena, com 1.600 hectares de área total, sendo que em 650 hectares foram plantadas, a partir de dezembro de 2005, mudas de eucalipto e nos 200 hectares restantes mudas de pinus. Ao total são cerca de um milhão e quinhentas mil árvores plantadas na propriedade, que em breve estarão prontas para corte.

Segundo o proprietário, Moacir Batista, o reflorestamento é altamente rentável, com retorno certo em praticamente no mesmo tempo da pecuária, e mercado aberto para comercialização. “No reflorestamento nós fechamos praticamente toda a cadeia produtiva: geramos empregos e impostos no plantio, preservamos o meio-ambiente com a formação da floresta e temos grande retorno, pois o mercado busca madeira certificada, de maior qualidade e preço, além da celulose para a fabricação de papel”, disse.

A implantação de uma fábrica de beneficiamento de madeira para produção de pasta de celulose é o próximo passo do grupo empresarial. Mesmo sem a instalação da fábrica já existem planos de exportar a produção local de celulose, uma vez que o mercado interno e externo precisam desta matéria prima.

O governador Ivo Cassol parabenizou o empresário, dizendo que “é deste tipo de iniciativa que Rondônia precisa. Mesmo sem receber um tostão de financiamento federal, embora tenha apresentando projeto e toda documentação necessária, o Moacir investiu por conta própria por acreditar na nossa administração. Agora vai começar a colher os frutos de um brilhante trabalho”. Cassol referia-se aos dois milhões de reais que o Governo Federal tem disponível para financiamento de projetos de reflorestamento, mas que estranhamente não estão sendo liberados aos interessados.

Além do lucro futuro com a comercialização de madeira e pasta de celulose, o empresário já está recuperando o investimento de cerca de dois milhões de reais com a venda de créditos florestais para madeireiros que não tem capacidade de reflorestar áreas desmatadas. Esta operação de créditos florestais é coordenada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam.

Os deputados estaduais Luiz Goebbel e Ezequiel Neiva acompanharam o governador na visita à Fazenda Batista.

Fonte: Decom

Mais Sobre Municípios

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

Semana do Trânsito: Comitê encerra atividades comemorativas

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), coordenadora do Comitê Municipal de Segurança Viária, realizou na última sexta-feira (25) o encerramento d

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç