Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Definido plano para aumentar produção do café


 Definido plano para aumentar produção do café - Gente de Opinião

O senador Acir Gurgacz (PDT), presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, realizou nesta sexta-feira, em Ji-Paraná, uma reunião técnica para encaminhamento das propostas oriundas da audiência pública realizada em Cacoal no dia 30 de março, que tratou da produção e comercialização do café em Rondônia. O objetivo da reunião foi elaborar um plano de ação para fomentar a cafeicultura no Estado.

Rondônia, que já produziu mais de quatro milhões de sacas de café por ano, registrou declínio nos últimos 10 anos, e hoje sua produção é de cerca de 1,2 milhão de sacas/ano. Fatores como ausência de investimentos e políticas para o setor contribuíram com a crise. “Nós estamos fazendo os encaminhamentos, com desfecho positivo e prático sobre o que o governo do Estado e a União pretendem fazer para melhorar a vida dos cafeicultores e alavancar a produção no Estado. Precisamos de programas públicos e ações públicas para ajudar os nossos cafeicultores”, salientou o senador Acir Gurgacz.

O senador destacou que o objetivo do plano de ação é fazer com que os agricultores possam retomar o plantio, agora com mais tecnologia, assistência técnica, acesso a crédito e apoio governamental. “A meta é que possamos ter a mesma quantidade de produção do passado, mas com uma qualidade superior”, frisou Acir Gurgacz.

O Estado é hoje o maior produtor de café da região Norte do País, o sexto do Brasil e segundo maior produtor nacional de café do tipo conilon ou robusta. O prejuízo gerado com queda na produção é de R$ 600 milhões por ano, sendo R$ 600 mil em arrecadação de ICMS. Pela proposta apresentada na audiência em Ji-Paraná os investimentos em recuperação de áreas degradadas, a implantação e melhoramento no sistema de plantio, análise do solo e assistência técnica podem fomentar a produção.

Para o secretário executivo da Emater, Elisafan Sales, esse é um trabalho muito relevante para o desenvolvimento de Rondônia e do Brasil. “Entendemos que a assistência técnica é primordial para a produção do café e os encaminhamentos dessa reunião servirão como apoio para a nossa ação e para que os agricultores tenham êxito na produção”, destacou Sales. “O que nós queremos é ampliar os investimentos no setor para que os agricultores possam ter acesso às novas tecnologias e produzir os resultados esperados”, frisou.

O secretário de Estado da Agricultura, Anselmo de Jesus, disse que o Estado está empenhado, junto com a Comissão de Agricultura do Senado, e com os ministérios do Desenvolvimento Agrário e da Agricultura, para reverter a crise do café em Rondônia. “Este trabalho que o senador Acir está fazendo através da Comissão de Agricultura tem nos auxiliado bastante e juntos vamos conseguir colocar a agricultura de Rondônia entre uma das mais produtivas do Brasil”, disse.

Para o superintendente Federal da Agricultura em Rondônia, Valter Lins Calaça, o envolvimento das instituições que são ligadas ao setor produtivo, principalmente a cultura do café, está sendo resgatada em Rondônia e isso será fundamental para revitalizar a produção no Estado. Ele disse que o Ministério da Agricultura tem a missão de fortalecer a cafeicultura, que gera emprego e renda no Estado. “Se a gente fortalecer a cafeicultura e a produção de leite, aumentaremos a produtividade e a qualidade, o que representará bons resultados para economia de Rondônia”, explicou.

O engenheiro agrônomo Marcio Pureza, representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário em Rondônia, fez vários apontamentos para melhorar a produção no Estado, como fornecimento de calcário, de mudas certificadas, e a liberação de linhas crédito para que os produtores se sintam motivados a investir na produção. “É importante que se implemente ações ordenadas. Não adianta resolver um problema e deixar outro para o futuro”, avaliou.

Segundo Pureza, hoje Rondônia produz um quarto de sua capacidade, do que era produzido há 15 anos. “Precisamos entender os motivos dessa redução e tomar medidas para retomar a excelência do café em Rondônia”, frisou Pureza.

Também participaram da audiência: o chefe de transferência de tecnologia da Embrapa-RO, Samuel Magalhães; o prefeito José Bianco; e o deputado federal Marcos Rogério.
 
Fonte: Ascom
 

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor  Renê

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor Renê

É com profunda tristeza que a prefeitura de Rolim de Moura (RO) comunica o falecimento do médico Renê Alfredo Delgadillo Salgueiro, vítima da COVID-

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolesce