Porto Velho (RO) terça-feira, 26 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Definido plano para aumentar produção do café


 Definido plano para aumentar produção do café - Gente de Opinião

O senador Acir Gurgacz (PDT), presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, realizou nesta sexta-feira, em Ji-Paraná, uma reunião técnica para encaminhamento das propostas oriundas da audiência pública realizada em Cacoal no dia 30 de março, que tratou da produção e comercialização do café em Rondônia. O objetivo da reunião foi elaborar um plano de ação para fomentar a cafeicultura no Estado.

Rondônia, que já produziu mais de quatro milhões de sacas de café por ano, registrou declínio nos últimos 10 anos, e hoje sua produção é de cerca de 1,2 milhão de sacas/ano. Fatores como ausência de investimentos e políticas para o setor contribuíram com a crise. “Nós estamos fazendo os encaminhamentos, com desfecho positivo e prático sobre o que o governo do Estado e a União pretendem fazer para melhorar a vida dos cafeicultores e alavancar a produção no Estado. Precisamos de programas públicos e ações públicas para ajudar os nossos cafeicultores”, salientou o senador Acir Gurgacz.

O senador destacou que o objetivo do plano de ação é fazer com que os agricultores possam retomar o plantio, agora com mais tecnologia, assistência técnica, acesso a crédito e apoio governamental. “A meta é que possamos ter a mesma quantidade de produção do passado, mas com uma qualidade superior”, frisou Acir Gurgacz.

O Estado é hoje o maior produtor de café da região Norte do País, o sexto do Brasil e segundo maior produtor nacional de café do tipo conilon ou robusta. O prejuízo gerado com queda na produção é de R$ 600 milhões por ano, sendo R$ 600 mil em arrecadação de ICMS. Pela proposta apresentada na audiência em Ji-Paraná os investimentos em recuperação de áreas degradadas, a implantação e melhoramento no sistema de plantio, análise do solo e assistência técnica podem fomentar a produção.

Para o secretário executivo da Emater, Elisafan Sales, esse é um trabalho muito relevante para o desenvolvimento de Rondônia e do Brasil. “Entendemos que a assistência técnica é primordial para a produção do café e os encaminhamentos dessa reunião servirão como apoio para a nossa ação e para que os agricultores tenham êxito na produção”, destacou Sales. “O que nós queremos é ampliar os investimentos no setor para que os agricultores possam ter acesso às novas tecnologias e produzir os resultados esperados”, frisou.

O secretário de Estado da Agricultura, Anselmo de Jesus, disse que o Estado está empenhado, junto com a Comissão de Agricultura do Senado, e com os ministérios do Desenvolvimento Agrário e da Agricultura, para reverter a crise do café em Rondônia. “Este trabalho que o senador Acir está fazendo através da Comissão de Agricultura tem nos auxiliado bastante e juntos vamos conseguir colocar a agricultura de Rondônia entre uma das mais produtivas do Brasil”, disse.

Para o superintendente Federal da Agricultura em Rondônia, Valter Lins Calaça, o envolvimento das instituições que são ligadas ao setor produtivo, principalmente a cultura do café, está sendo resgatada em Rondônia e isso será fundamental para revitalizar a produção no Estado. Ele disse que o Ministério da Agricultura tem a missão de fortalecer a cafeicultura, que gera emprego e renda no Estado. “Se a gente fortalecer a cafeicultura e a produção de leite, aumentaremos a produtividade e a qualidade, o que representará bons resultados para economia de Rondônia”, explicou.

O engenheiro agrônomo Marcio Pureza, representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário em Rondônia, fez vários apontamentos para melhorar a produção no Estado, como fornecimento de calcário, de mudas certificadas, e a liberação de linhas crédito para que os produtores se sintam motivados a investir na produção. “É importante que se implemente ações ordenadas. Não adianta resolver um problema e deixar outro para o futuro”, avaliou.

Segundo Pureza, hoje Rondônia produz um quarto de sua capacidade, do que era produzido há 15 anos. “Precisamos entender os motivos dessa redução e tomar medidas para retomar a excelência do café em Rondônia”, frisou Pureza.

Também participaram da audiência: o chefe de transferência de tecnologia da Embrapa-RO, Samuel Magalhães; o prefeito José Bianco; e o deputado federal Marcos Rogério.
 
Fonte: Ascom
 

Mais Sobre Municípios

Professores de Rolim de Moura são homenageados com Moção de Honra e Reconhecimento

Professores de Rolim de Moura são homenageados com Moção de Honra e Reconhecimento

Na manhã de segunda-feira (25), a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) em parceria com a Câmara de Vereadores em nome da Prefeitura de

Prefeitura e Saae participam da 3ª Semana das Engenharias na Fimca de Vilhena

Prefeitura e Saae participam da 3ª Semana das Engenharias na Fimca de Vilhena

Nesta segunda-feira o prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês, e o diretor geral do Serviço Autônomo de Águas e Esgotos (Saae), Faiçal Akkari, particip

Obras de saneamento recebe visita técnica do Conselho Municipal de Saneamento Básico de Ariquemes

Obras de saneamento recebe visita técnica do Conselho Municipal de Saneamento Básico de Ariquemes

Na tarde da última quinta-feira (22.10), representantes do Conselho Municipal de Saneamento Básico de Ariquemes, realizaram uma visita técnica às ob

Vilhena cresce mais que Estado e Brasil em 2020 e 2021 gerando empregos e abrindo empresas

Vilhena cresce mais que Estado e Brasil em 2020 e 2021 gerando empregos e abrindo empresas

O bom momento econômico de Vilhena fica evidente com relatórios emitidos pelo Ministério do Trabalho (MTE) e pela Secretaria Municipal de Fazenda (S