Porto Velho (RO) sexta-feira, 25 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

CHEIA NO RIO MAMORÉ DESABRIGA FAMÍLIAS


 
A área alagada na Bolívia começa a interferir também do lado brasileiro. O nível do rio Mamoré subiu mais de dois metros e parte de Guajará-Mirim está alagada.

Daniel Panobianco – A enchente na Bolívia provoca o caos em solo rondoniense. O nível do rio Mamoré está até dois metros acima da média – segundo informações da Aduana brasileira – em Guajará-Mirim. As águas do Mamoré invadiram há uma semana, parte da cidade alagando diversas casas e estabelecimentos comerciais. 

Desde a última sexta-feira (04), a enchente está mais severa alagando parte dos bairros Tamandaré, Cristo Rei e Triângulo. A situação é mais critica neste último onde há pessoas desabrigadas. Em alguns pontos, o nível da água subiu tanto que só é possível enxergar o telhado das casas submerso. 

A enchente na Bolívia ocorre em uma área de depressão. Desde dezembro do ano passado chove demasiadamente na área e os impactos de uma enchente em Rondônia poderiam ser seguramente alertados, se houvesse boa vontade dos centros de pesquisas locais em monitorar e alertar a população. CHEIA NO RIO MAMORÉ DESABRIGA FAMÍLIAS  - Gente de Opinião

Não é de agora que o assunto enchente no Mamoré está em pauta e até o momento, ninguém fez alerta de nada para a região, onde a população, principalmente a mais carente, sofre agora. 

A situação também é critica e calamitosa em Pimenteiras do Oeste. Mesmo após ter caído no conhecimento da imprensa de âmbito nacional, nenhum órgão de pesquisas de Rondônia teve a capacidade e boa vontade de acompanhar o sofrimento da população local. E ainda assim, quando as imagens são expostas ao público comprovando a severidade do evento, o máximo que fazem é procurar maneiras de criar intriga e confusão a partir da imprensa local. 

Em Pimenteiras, a situação é tão grave, que o Estado de Calamidade Pública deve se estender por mais algumas semanas, pois a constante subida do rio Santa Cruz, que acompanha o nível de mais de 7 metros do rio Guaporé, já dura uma semana e até agora não baixou. Ontem, o nível do Guaporé atingiu a maior CHEIA NO RIO MAMORÉ DESABRIGA FAMÍLIAS  - Gente de Opiniãomarca do ano até agora, 7,19 metros, segundo dados da estação telemétrica de ANA (Agência Nacional de Águas).

A boa noticia é que as chuvas já cessaram em Rondônia e na Bolívia, o que deve amenizar os efeitos e estragos da enchente nos rios Guaporé e Mamoré nos próximos dias.

Dados: ANA – Earth Observatory – Prefeitura Municipal de Pimenteiras do Oeste – Aduana/Guajará-Mirim
Fonte: AMAZONIAOVIVO.COM

Mais Sobre Municípios

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

Nota Pública - Paralisação do transporte urbano em Porto Velho

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), informa que foi confirmada a paralisaç

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

Comunicado Semtran - Avenida Campos Sales terá seu sentido de circulação alterado

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes – SEMTRAN, comunica à população que a avenida Cam