Porto Velho (RO) terça-feira, 15 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

CHEIA NO RIO MAMORÉ DESABRIGA FAMÍLIAS


 
A área alagada na Bolívia começa a interferir também do lado brasileiro. O nível do rio Mamoré subiu mais de dois metros e parte de Guajará-Mirim está alagada.

Daniel Panobianco – A enchente na Bolívia provoca o caos em solo rondoniense. O nível do rio Mamoré está até dois metros acima da média – segundo informações da Aduana brasileira – em Guajará-Mirim. As águas do Mamoré invadiram há uma semana, parte da cidade alagando diversas casas e estabelecimentos comerciais. 

Desde a última sexta-feira (04), a enchente está mais severa alagando parte dos bairros Tamandaré, Cristo Rei e Triângulo. A situação é mais critica neste último onde há pessoas desabrigadas. Em alguns pontos, o nível da água subiu tanto que só é possível enxergar o telhado das casas submerso. 

A enchente na Bolívia ocorre em uma área de depressão. Desde dezembro do ano passado chove demasiadamente na área e os impactos de uma enchente em Rondônia poderiam ser seguramente alertados, se houvesse boa vontade dos centros de pesquisas locais em monitorar e alertar a população. CHEIA NO RIO MAMORÉ DESABRIGA FAMÍLIAS  - Gente de Opinião

Não é de agora que o assunto enchente no Mamoré está em pauta e até o momento, ninguém fez alerta de nada para a região, onde a população, principalmente a mais carente, sofre agora. 

A situação também é critica e calamitosa em Pimenteiras do Oeste. Mesmo após ter caído no conhecimento da imprensa de âmbito nacional, nenhum órgão de pesquisas de Rondônia teve a capacidade e boa vontade de acompanhar o sofrimento da população local. E ainda assim, quando as imagens são expostas ao público comprovando a severidade do evento, o máximo que fazem é procurar maneiras de criar intriga e confusão a partir da imprensa local. 

Em Pimenteiras, a situação é tão grave, que o Estado de Calamidade Pública deve se estender por mais algumas semanas, pois a constante subida do rio Santa Cruz, que acompanha o nível de mais de 7 metros do rio Guaporé, já dura uma semana e até agora não baixou. Ontem, o nível do Guaporé atingiu a maior CHEIA NO RIO MAMORÉ DESABRIGA FAMÍLIAS  - Gente de Opiniãomarca do ano até agora, 7,19 metros, segundo dados da estação telemétrica de ANA (Agência Nacional de Águas).

A boa noticia é que as chuvas já cessaram em Rondônia e na Bolívia, o que deve amenizar os efeitos e estragos da enchente nos rios Guaporé e Mamoré nos próximos dias.

Dados: ANA – Earth Observatory – Prefeitura Municipal de Pimenteiras do Oeste – Aduana/Guajará-Mirim
Fonte: AMAZONIAOVIVO.COM

Mais Sobre Municípios

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras da Prefeitura de Porto Velho seguem em ritmo acelerado nesta segunda-feira (14), com serviços estruturantes em 11 bairros. Elas reali

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Em pleno domingo (13), foram iniciadas as obras de asfaltamento do programa Tchau Poeira, do Governo do Estado, em Ariquemes. O início dos trabalhos